O governo populista de Perón e seus mecanismos de controle social.

  • Lucila Maria Borges de Mello
  • Norma Sueli Semião Freitas

Resumo

O presente ensaio tem por objetivo analisar o governo populista de Juan Domingo Perón na Argentina enfocando o papel desempenhado pela propaganda política para a sustentação do líder no poder. Nesse sentido, foi fundamental a criação de elementos emocionais pela propaganda para conquistar o apoio da população através da propagação de símbolos e imagens que despertassem o lado emocional e o imaginário do povo. Através da propaganda utilizou-se fortemente os principais meios de comunicação como a imprensa (jornal), o rádio e a educação. A figura de Evita foi de extrema relevância para a conquista dos trabalhadores para o peronismo tanto no campo político como social. Dessa maneira, buscar-se-á compreender até onde o caráter autoritário da propaganda contribuiu decisivamente para a cooptação e manipulação das massas.

Palavras-chave: Peronismo, Controle Social, Propaganda.

Publicado
2006-09-01
Edição
Seção
Artigos