Qual democracia? O período de redemocratização na América Latina: uma reflexão sobre o Brasil e Argentina.

  • Gleidiane de Sousa Ferreira Universidade Federal do Ceará

Resumo

O artigo busca entender como se deu o processo de redemocratização pós-ditaduras militar no Brasil e na Argentina nos anos 80, levando em consideração as especificidades desse processo nos dois países, fazendo um paralelo com a política e o projeto neo-liberal norte-americano para a América Latina nesse período. Assim, se busca desenvolver neste trabalho uma análise em torno da relação das aberturas democráticas da América Latina com os Estados Unidos dentro de uma nova geopolítica internacional de desenvolvimento e relações econômicas, problematizando os discursos sobre as novas “compreensões” acerca do modelo político democrático e sobre a própria Democracia que se quer estabelecer nesse momento. Dessa forma, compreender a política norte-americana em meados dos anos 80 é aqui de fundamental importância para se analisar a reconfiguração do jogo de poderes políticos e econômicos em níveis globais, e principalmente a sua relação com a trajetória das democracias latinoamericanas. Portanto, buscando perceber, qual a principal relação e os principais interesses que ligam a América Latina, especialmente Brasil e Argentina, aos Estados Unidos e às novas propostas de reorganização política e econômica a níveis mundiais, entendendo como esse projeto e esses interesses podem ser pensados na experiência histórica no entorno desse período nesses dois países.

Palavras-chave: Redemocratização; neoliberalismo; América Latina; Brasil; Argentina.

Biografia do Autor

Gleidiane de Sousa Ferreira, Universidade Federal do Ceará
Graduada em História pela Universidade Federal do Ceará
Publicado
2011-11-01
Edição
Seção
Artigos