Mecanismos e o processo de conquista e colonização da América Indígena.

  • Lauren Waiss da Rosa Rosa
  • Natalia Devitte
  • Neli Galarce Machado

Resumo

O processo de colonização da América Espanhola está imbricado ao novo momento econômico que forja o período moderno. Instigados pela avidez do acúmulo de capital e favorecidos pelo avanço de determinadas técnicas de navegação, os europeus lançam-se aos mares em busca de terras, título e ouro. O cenário de instalação da sociedade colonial incide sobre a América Indígena. O objetivo deste artigo, portanto, é abordar os mecanismos e comportamentos desenvolvidos e empreendidos pelo colonizador espanhol no desenrolar dos processos de conquista e colonização da América que constituíram a busca pela realização de seus intentos e, por consequência, a base de sua ação colonial. Por fim, será analisado os limites de ação da conquista e colonização espanhola, numa tentativa de compreender como as sociedades indígenas se posicionaram durante este processo histórico. As fontes utilizadas para este trabalho foram essencialmente bibliográficas, cuja metodologia de trabalho recaiu sobre a discussão de textos históricos e dos conceitos utilizados pelos autores.

Palavras-Chave: Conquista, Colonização, Mecanismos, América, Resistência.

Biografia do Autor

Lauren Waiss da Rosa Rosa
Graduanda em História pela Univates, Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência - CAPES, possui experiência na área de Arqueologia.
Natalia Devitte
Graduanda em História pela Univates, Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência - CAPES, possui experiência na área de Arqueologia.
Neli Galarce Machado
Doutora em Arqueologia pela Universidade de São Paulo, Professora da Univates.
Edição
Seção
Artigos