O coro dos descontentes: o ato de contestar e resistir na ditadura militar Argentina.

  • Bruno Cordeiro Nojosa de Freitas
  • Francisco Iderlan Meneses de Souza

Resumo

Dizendo respeito ao período da ditadura militar na Argentina, este artigo se baseia especialmente em fontes escritas da época, disponibilizadas na Internet, e material bibliográfico. Examinamos aqui a resistência de algumas associações contestatórias, mas levamos em conta também as ações internas do próprio governo. Os principais grupos analisados são os Montoneros, como signo da luta revolucionária, e as Mães da Plaza de Mayo, membros de uma sociedade que se mobiliza de forma tardia, mas efetiva. Além de incidir a pesquisa na ditadura militar, é feita uma análise dos contextos em que se desenrolam as ações desses grupos. Como problema, procuramos compreender em que medida as ações de resistência e contestação foram importantes e decisivas para o enfraquecimento do regime.

Palavras-chave: Argentina; Ditadura Militar; Sociedade; Resistências.

Edição
Seção
Artigos