Arte e natureza no contrato social

  • Milton Meira do Nascimento Professor do Departamento de Filosofia da USP

Resumo

Nosso propósito, neste ensaio, é o de retomarmos a leitura do texto de Rousseau, tendo como referência uma indicação preciosa que se encontra no cap. I do Livro III e que resume de maneira muito simples toda a estrutura do Contrato. A lembrança do texto de Althusser neste preâmbulo é apenas para chamar a atenção do leitor para um tipo de leitura extremamente engenhosa da obra de Rousseau e que merece sempre ser revisitada por quem se debruça sobre a análise do Contrato Social, principalmente porque nos apresenta os vários graus de dificuldade das leituras preocupadas em ver funcionar na prática uma teoria que dificilmente se amolda a qualquer realidade empírica, mas pode ser considerada como uma tentativa de esboçar as condições de possibilidade de toda e qualquer realidade política dada, de qualquer comunidade política constituída na história.

Palavras-chave: Moral; Contrato social; Comunidade; Política
Publicado
2012-07-01
Edição
Seção
Artigos