CONTAMINAÇÃO DA PRAIA DE BOA VIAGEM (PERNAMBUCO-BRASIL) POR LIXO MARINHO: RELAÇÃO COM O USO DA PRAIA

  • Marcelo José Oliveira Dias Filho
  • Maria Christina Barbosa de Araújo
  • Jacqueline Santos Silva-Cavalcanti Unidade Acadêmica de Serra Talhada
  • Ana Carolina Matos da Silva
Palavras-chave: poluição costeira, lixo marinho, Praia de Boa Viagem, usuários da praia.

Resumo

O estudo teve como objetivo realizar um levantamento do lixo marinho presente na praia de Boa Viagem (Recife-PE), em associação com o uso da praia. Foram utilizadas duas áreas com características distintas. Três transectos (10x15m) foram delimitados em cada área e as amostragens se deram nos meses de agosto e outubro (três domingos para cada mês). Em cada ransecto os usuários foram contados em dois horários; e os resíduos presentes (> 2 cm) recolhidos e classificados em dois grupos: manufaturados e restos de alimento. Entre os manufaturados os itens foram subdivididos em categorias de acordo com o material. As áreas estudadas, embora relativamente próximas, mostraram-se muito diferentes com relação aos parâmetros pesquisados. Na área 2 a quantidade de usuários foi 100% maior do que na 1, e a quantidade de resíduos 12 vezes mais. Entre os grupos, manufaturados e alimentos, as quantidades foram semelhantes, 58% e 42% respectivamente. A predominância de itens plásticos seguiu um padrão já observado em outros locais pesquisados. Do total de plásticos coletados, os mais freqüentes foram os copos, canudos, colheres e garfinhos. Não houve uma variação expressiva na quantidade e tipo de lixo entre os meses; de agosto para outubro o aumento correspondeu a aproximadamente 20%.

Biografia do Autor

Marcelo José Oliveira Dias Filho
Biólogo
Maria Christina Barbosa de Araújo
Professora Adjunta do Depto. de Oceanografia e Limnologia da UFRN
Jacqueline Santos Silva-Cavalcanti, Unidade Acadêmica de Serra Talhada
Professora Assistente do Depto. de Pesca da UFRPE
Ana Carolina Matos da Silva
Bióloga
Publicado
2011-05-01
Seção
Artigos originais