LENGTH-WEIGHT RELATIONSHIP OF THE SPINNER SHARK (Carcharhinus brevipinna) ON THE CONTINENTAL SHELF OF SOUTHERN BRAZIL

  • Paulo Roberto Santos dos Santos Pesquisador colaborador - Laboratório de Fisiologia de Peixes (UFSM), Av Roraima n° 1000, Camobi, Santa Maria, RS.
  • Prianka Santoro Graduação em Ciências Biológicas - Laboratório de Fisiologia de Peixes (UFSM), Av Roraima n° 1000, Camobi, Santa Maria, RS.
  • Luiza de David Chelotti Graduação em Ciências Biológicas - Laboratório de Fisiologia de Peixes (UFSM), Av Roraima n° 1000, Camobi, Santa Maria, RS.
Palavras-chave: Berçário de tubarões, Crescimento alométrico, Pesca de tubarões, Relações morfométricas.

Resumo

Aqui apresentamos, a relação peso-comprimento do tubarão-rotador (Carcharhinus brevipinna) na plataforma continental do sul do Brasil, estimada a partir de análise de 125 exemplares. Não houve diferenças significativas entre machos e fêmeas, portanto os dados foram agrupados na equação W = 0,003L3.1534. Os resultados aqui apresentados são os primeiros a abordarem tubarões acima de 75 cm e confirmam o crescimento alométrico positivo da espécie.

Publicado
2018-08-20
Seção
Notas Científicas