PEQUENOS TUBARÕES COSTEIROS CAPTURADOS POR ESPINHEL DE FUNDO OPERADO POR EMBARCAÇÃO ARTESANAL NO LITORAL DE SERGIPE

  • Thiago Silveira Meneses Universidade Tiradentes
  • Celia Waylan Pereira Universidade Tiradentes
  • Fabio Neves Santos Universidade Tiradentes
Palavras-chave: tubarões, espinhel, Rhizoprionodon, Carcharhinus.

Resumo

No presente estudo, foram acompanhados desembarques de uma embarcação que opera com espinhel de fundo, desde julho de 2002 até fevereiro de 2005. Tubarões pertencentes a três famílias, quatro gêneros e nove espécies foram dentificados, compreendendo 857 espécimes capturados: Carcharhinus acronotus, C. falciformis, C. limbatus, C. porosus, Ginglymostoma cirratum, Rhizoprionodon lalandii, R. porosus, Sphyrna lewini e S. mokarran. As espécies do gênero Rhizoprionodon foram as mais comuns nas capturas, demonstrando grande importância nas pescarias artesanais que utilizam pequenos espinhéis, sendo todas as espécies, com exceção de G. cirratum, aproveitadas comercialmente. A captura de C. falciformis, C. limbatus e Sphyrna spp. foi composta principalmente por espécimes neonatos e juvenis e a de R. porosus composta de exemplares de todos os comprimentos, com maior incidência nas classes próximas às de maturação sexual sugerida pela literatura, sendo observada a presença de fêmeas grávidas de algumas espécies.

Biografia do Autor

Thiago Silveira Meneses, Universidade Tiradentes
Pesquisador do Grupo de Estudo de Elasmobrânquios de Sergipe (GEES)
Celia Waylan Pereira, Universidade Tiradentes
Pesquisador do Grupo de Estudo de Elasmobrânquios de Sergipe (GEES)
Fabio Neves Santos, Universidade Tiradentes
Pesquisador do Grupo de Estudo de Elasmobrânquios de Sergipe (GEES)
Publicado
2011-05-01
Seção
Artigos originais