WHICH MOON PHASE DO WE FIND MORE GHOSTS? EFFECTS OF THE LUNAR CYCLE ON THE GHOST CRAB Ocypode quadrata (FABRICIUS, 1787)

  • Matheus Oliveira Fortaleza UFERSA
  • Magalline Maria Lemos Girão Instituto de C´iências do Mar, Universidade Federal do Ceará
  • Wilson Franklin Junior Laboratório de Zoobentos, Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará
  • Jadson Pinto de Lima Laboratório de Zoobentos, Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará
  • Cristina de Almeida Rocha-Barreira Laboratório de Zoobentos, Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará

Resumo

O caranguejo Ocypode quadrata é encontrado comumente no médio e no supralitoral de praias arenosas oceânicas ao longo do litoral brasileiro. É uma espécie reconhecidamente importante na ecologia de praias, habitando tocas semipermanentes escavadas, mantidas e protegidas pelos próprios animais. Este estudo avaliou a densidade e o diâmetro das tocas de O. quadrata, considerando três ciclos lunares em uma unidade de conservação no litoral do Ceará. Foram realizadas amostragens trimestrais entre 2014 e 2015, no início da manhã, durante as quatro fases da lua ao longo de três ciclos lunares. As variações de maré (altura da preamar e baixamar) e luminosidade noturna foram utilizadas para avaliar os efeitos das fases lunares na praia do Canto Verde. Os ciclos lunares influenciam na atividade do caranguejo O. quadrata, variando a densidade, o diâmetro e a distribuição das tocas abertas ao longo da praia, em função de mudanças das condições de maré e luminosidade noturna. A ocorrência de construção de toca dos caranguejos foi maior nas luas que proporcionam noites mais iluminadas no ambiente.
Palavras-chave: caranguejo-fantasma, tocas, praia do Canto Verde, fases da lua.

Publicado
2020-03-11
Seção
Artigos originais