DIAGNÓSTICO PESQUEIRO DA ICTIOFAUNA NA LAGOA COSTEIRA CABIÚNAS, PARQUE NACIONAL DA RESTINGA DE JURUBATIBA, RIO DE JANEIRO, BRASIL

  • Jorge Iván Sánchez Botero Professor Adjunto, Departamento de Biologia, Universidade Federal do Ceará
  • Danielle Sequeira Garcez Professor Adjunto, Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará
  • Victor Trivério Cardoso Consultor da empresa Engevix Engenharia S/A, Além Paraíba
  • Erica Pellegrini Caramaschi Professor Adjunto, Departamento de Ecologia/Instituto de Biologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: pesca, seletividade, lagoa costeira, Rio de Janeiro

Resumo

Estudos realizados em lagoas costeiras no âmbito do projeto de Pesquisas de Longa Duração (PELD - site 5) tiveram como objetivo a aplicação de variadas metodologias visando propostas para o monitoramento padronizado e contínuo da comunidade de peixes nas lagoas do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba (PNRJ). Para tal, neste estudo foram  abordadas metodologias referentes a estratégias de amostragem (habitats, aparelhos de captura de peixes e observação subaquática), comparando parâmetros de riqueza, abundância, biomassa e tamanho dos peixes capturados. O esforço de pesca utilizado com a maioria dos aparelhos em diferentes habitats não foi suficiente para estabilizar as curvas acumuladas das espécies, devido possivelmente às coletas terem sido realizadas durante um único período climático ou mês do ano. Valores de biomassa e comprimento padrão mostraram que os aparelhos de pesca utilizados foram adequados para obter amostras heterogêneas da ictiofauna nos diferentes habitats da lagoa. Assim, levando em consideração tamanhos de redes  (comprimento, altura e olho de malha), seu uso por habitat disponível na lagoa e esforço de captura (número de lances ou tempo de exposição) é possível obter dados confiáveis para avaliar aspetos relacionados à dinâmica de populações ou estrutura de comunidades em lagoas costeiras com características similares.
Publicado
2010-11-01
Seção
Artigos originais