DISTRIBUIÇÃO DA ASSEMBLÉIA DE PEIXES NA ÁREA DE INFLUÊNCIA DE UMA INDÚSTRIA DE ALUMÍNIO NA ILHA DE SÃO LUIS – MA

  • Antonio Carlos Leal de Castro Professor Titular do Departamento de Oceanografia e Limnologia, Universidade Federal do Maranhão
  • Keilly Danielle Duarte Castro Bióloga do Laboratório de Hidrobiologia, Universidade Federal do Maranhão
  • Heliene Leite Ribeiro Porto
Palavras-chave: comunidade de peixes, distribuição, estuário, Ilha de São Luis.

Resumo

Aspectos da estrutura, composição e diversidade da ictiofauna dos estuários sob a influência de uma indústria de alumínio, foram estudados e os resultados são mostrados neste trabalho. As amostragens bimestrais foram realizadas em quatro pontos do estuário, no período de maio/2002 a março/2003. Para analisar a diversidade foi utilizado o índice de Shannon-Wiener e a similaridade entre os locais de coleta foi analisado através do coeficiente de Jaccard, o índice de Morisita e da Análise de Cluster, baseada sobre uma matriz de dados de presença-ausencia das espécies. Foram registradas 44 espécies, pertencentes a 12 ordens e 25 famílias. Deste total, sete espécies foram representadas com menos de 1% do número total de indivíduos amostrados e 11 espécies responderam com menos de 1% do peso amostrado. Quanto ao número de espécies a dominância foi das famílias Sciaenidae (11) e Ariidae (6). A estrutura da comunidade revelou uma maior participação numérica das espécies Anableps anableps, Colomesus psittacus, Genyatremus luteus e Sciades herzbergii que responderam por 51,5% do total de indivíduos capturados. Os valores de diversidades foram baixos e mostraram pouca variabilidade entre os locais amostrados. Contrariamente, uma maior riqueza de espécies foi observada no igarapé Boa Razão. A análise de similaridade formou trêsgrupos distintos que não estiveram associados à sazonalidade
Publicado
2010-11-01
Seção
Artigos originais