SOBRE A ALIMENTAÇÃO DO TUBARÃO-MARTELO, Sphyrna zygaena (LINNAEUS, 1758), CAPTURADO POR ESPINHEL PELÁGICO NO SUDESTE E SUL DO BRASIL

  • Hugo Bornatowski GPIc – Grupo de Pesquisas em Ictiofauna. Museu de História Natural Capão da Imbuia. Laboratório de Ictiologia Capão da Imbuia - Curitiba, PR – Brasil
  • Paulo Ricardo Schwingel GEP – Grupo de Estudos Pesqueiros. Universidade do Vale do Itajaí, SC, Brasil
Palavras-chave: tubarão-martelo, Sphyrna zygaena, dieta alimentar

Resumo

A alimentação do tubarão-martelo, Sphyrna zyganea, foi estudada em águas oceânicas das regiões Sudeste e Sul do Brasil. As amostragens foram realizadas utilizando espinhel de superfície durante quatro cruzeiros do N.Pq. Soloncy Moura do IBAMA/CEPSUL, nos meses de dezembro de 2002 e março, abril e julho de 2003. A análise da dieta foi realizada calculando para cada item alimentar a sua porcentagem numérica (%N) nos estômagos, a porcentagem em peso (%P), e a freqüência de ocorrência (%FO), bem como pelo Índice de Importância Relativa (IRI). A alimentação foi composta basicamente por teleósteos e cefalópodes, com destaque para os peixes Aluterus sp., Balistes sp. e Diodon sp., e para as lulas Illex argentinus e Chiroteutis sp
Publicado
2009-12-01
Seção
Notas Científicas