CARACTERIZAÇÃO DA MORFOLOGIA UTERINA E DAS FASES DE DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DO TUBARÃO-AZUL, Prionace glauca (LINNAEUS, 1758)

  • Jefferson F. A. Legat Pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Meio-Norte. Parnaíba-PI, Brasil.
  • Carolus M. Vooren Professor Titular do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande, Laboratório de Elasmobrânquios e Aves Marinhas, Rio Grande RS, Brasil.
Palavras-chave: Palavras-chaves, reprodução, anatomia, viviparidade placentária.

Resumo

Uma amostra de 60 fêmeas do tubarão-azul, Prionace glauca (Linnaeus, 1758), capturadas no Sul do Brasil, foisubmetida a análises biométricas, sendo coletados para análises detalhadas os aparelhos reprodutores de 30 fêmeas, dentre os quais, oito gravídicos. Os úteros foram descritos e classificados em seis categorias de acordo com a fase de maturidade sexual. A fecundidade uterina variou entre 10 e 39, sem apresentar relação com o comprimento total (CT). O conteúdo dos úteros foi classificado em cinco fases de desenvolvimento desde ovos uterinos até embriões com cerca de 18 cm CT. Foi possível determinar com exatidão o sexo dos embriões a partir de 10,0 cm CT, não sendo observada a predominância de nenhum dos sexos dentro dos úteros.
Publicado
2008-11-01
Seção
Artigos originais