http://www.periodicos.ufc.br/contextus/issue/feed Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão 2019-11-27T13:40:12-03:00 Revista Contextus revistacontextus@gmail.com Open Journal Systems <p>Revista quadrimestral nas áreas de Economia, Administração, Ciências Contábeis e afins. Publica artigos inéditos em português, inglês e espanhol.</p> http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/41897 Editorial 2019-11-27T13:40:12-03:00 Diego de Queiroz Machado diegomachado@ufc.br 2019-08-16T00:00:00-03:00 Copyright (c) http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/39520 PODER, CENTRALIDADE E EMBEDDEDNESS COMO MECANISMOS PARA AUMENTAR A EFICIÊNCIA DE CAPTURA DO CONHECIMENTO DAS SUBSIDIÁRIAS EM SUAS REDES LOCAIS 2019-08-20T08:25:15-03:00 Victor Ragazzi Isaac victor.ragazzi@gmail.com Eduardo Jorge Branco Vieira Barcelos eduardobrancobarcelos@gmail.com Mario Henrique Ogasavara mario.ogasavara@espm.br <p>A literatura de Negócios Internacionais enfatiza as relações interorganizacionais em redes de negócios, baseadas no embeddedness, como mecanismo para uma empresa multinacional melhorar seu desempenho. Entretanto, uma análise aprofundada da literatura mostra que o embeddedness por si só é insuficiente para que as subsidiárias obtenham vantagem competitiva local. Assim, buscando compreender melhor esta questão, foi realizada uma revisão sistemática da literatura com 45 artigos que abordam três constructos centrais em redes: embeddedness, poder e centralidade. A análise sugere uma lacuna nos estudos sobre poder e centralidade da subsidiária em sua rede externa. Portanto, por meio de um modelo conceitual, mas com aplicação gerencial, este artigo sugere que a subsidiária utilize de forma integrada embeddedness, poder e centralidade de modo a otimizar o acesso aos recursos tangíveis e intangíveis e reduzir os conflitos da rede local necessários para obter vantagem competitiva específica (SSA) e global (FSA).</p> 2019-08-16T17:40:34-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/39969 O QUANTO A “ENXADA” É MAIS PESADA PARA AS MULHERES? DISCRIMINAÇÃO SALARIAL DE GÊNERO NO SETOR AGRÍCOLA BRASILEIRO 2019-08-20T08:24:47-03:00 Kalu Soraia Schwaab kaluschwaab@gmail.com Vanessa Rabelo Dutra vanessardg@gmail.com Paulo Fernando Marschner paulofernandomarschner@hotmail.com Paulo Sergio Ceretta ceretta10@gmail.com <p>Este trabalho tem como objetivo analisar a existência de diferenciais salariais por gênero no mercado de trabalho agrícola na zona rural brasileira, verificando se os diferenciais são oriundos de diferenças explicadas ou discriminatórias. Equações de rendimento e a decomposição detalhada do diferencial de salários por meio dos microdados da PNAD 2015, foram estimadas com a correção de Heckman. O método utilizado foi a decomposição de Oaxaca-Blinder. Os principais resultados mostram que o salário/hora dos homens é 157,62% maior que o das mulheres e o efeito da discriminação corresponde a 108,38% desse hiato. A principal conclusão indica que o diferencial salarial por gênero diminui com a formalidade do trabalho e com o aumento das horas trabalhadas pelas mulheres. Vale ressaltar que os resultados proporcionam a visualização da discriminação de gênero no mercado de trabalho rural, agregando contribuições aos estudos empíricos sobre os diferenciais salariais no setor agrícola.</p> 2019-08-16T17:44:34-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/40146 DESENVOLVIMENTO DO TEMA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO: UMA ANÁLISE SISTEMÁTICA DA LITERATURA 2019-08-20T08:26:13-03:00 Lucas dos Santos Matos l.matos@ufsc.br Sandra Mara Iesbik Valmorbida smiesbik@gmail.com Vinicius Abilio Martins viniciusabilio@gmail.com Sandra Rolim Ensslin sensslin@gmail.com <p>Esta pesquisa objetivou identificar o desenvolvimento da literatura sobre avaliação de desempenho. Trata-se de pesquisa exploratória e descritiva, com abordagem quali-quantitativa por meio de análise bibliométrica, com a utilização do instrumento de intervenção ProKnow-C. Com base nas análises realizadas foi possível constatar que o artigo de destaque é Neely, Gregory e Platts (1995). O artigo de maior influência dentro do portfólio é de Bourne, Mills, Wilcox, Neely e Platts (2000), citado por 38 trabalhos do portfólio. O Balanced Scorecard é a ferramenta que mais predomina nos estudos (23%); 30% desenvolveram suas pesquisas propondo modelos baseados na literatura e 24% basearam-se em proposta desenvolvidos pelos autores. O estudo contribuiu para ampliar o conhecimento sobre o tema de modo a permitir uma visão geral da literatura, ao se conhecer os principais autores atuantes no tema, periódicos, artigos, temas, ferramentas e áreas de aplicação. Ainda, oferece visões emergentes sobre o tema.</p> 2019-08-16T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/40358 INFLUÊNCIA DAS CONEXÕES POLÍTICAS E DA EVIDENCIAÇÃO SOCIOAMBIENTAL NO CUSTO DE CAPITAL 2019-08-20T08:24:19-03:00 Sirlene Koprowski sirlene.koprowski@unochapeco.edu.br Viviane Krein vivianekrein@unochapeco.edu.br Rodrigo Barichello rodrigo.b@unochapeco.edu.br Sady Mazzioni sady@unochapeco.edu.br Cristian Baú Dal Magro crisbau@unochapeco.edu.br <p>O objetivo do estudo é verificar a influência das conexões políticas e da evidenciação socioambiental no custo de capital das empresas. A amostra da pesquisa foi composta de 275 empresas listadas na B3. Os achados revelam que: a) o nível de evidenciação socioambiental influencia positivamente o custo de capital das empresas, principalmente o custo de capital de terceiros; b) as conexões políticas, isoladamente, influenciam negativamente o custo de capital próprio e positivamente o custo de capital de terceiros; c) e moderam negativamente, a relação entre a evidenciação socioambiental e o custo de capital próprio. Portanto, as conexões políticas reduzem o retorno dos acionistas, criam restrições pelas instituições de crédito que exigem maior custo de capital e tornam-se maléficas para as empresas, ao coibirem o efeito das práticas socioambientais no retorno de capital próprio.</p> 2019-08-16T17:53:41-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/40706 ANÁLISE DA PERSISTÊNCIA DO LUCRO DIANTE DOS ACCRUALS DISCRICIONÁRIOS: UM ESTUDO COM BASE NO IMPACTO DA ADOÇÃO DAS IFRS 2019-08-20T08:23:50-03:00 Ronan Reis Marçal m.ronanreis@gmail.com Marcelo Alvaro da Silva Macedo malvaro@facc.ufrj.br <p>A diferença entre o fluxo de caixa e o resultado do exercício chama-se accrual. Esta medida divide-se em uma parcela discricionária, proxy de gerenciamento de resultados, e outra não discricionária, natural das atividades operacionais. A implementação das normas internacionais de contabilidade (IFRS) gerou potencial de mudanças no volume da parcela discricionária. Dela espera-se um prejuízo na persistência dos lucros dado seu caráter arbitrário. Portanto, este estudo analisou o impacto dos accruals discricionários na persistência dos lucros das empresas da B3, considerando a adoção das IFRS. Diante de uma estimação com dados em painel de 100 diferentes empresas, há indícios contrários à lógica de deterioração da persistência pelos accruals discricionários. A explicação reside no gerenciamento de resultados não oportunísticos, que auxilia investidores na tomada de decisão. Ademais, a adoção das IFRS não implica reflexos na relação das acumulações discricionárias com a persistência dos lucros, diferentemente do esperado conforme estudos anteriores.</p> 2019-08-16T17:54:08-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/41013 SEGURANÇA CIDADÃ: FORMAS DE ENVOLVIMENTO E PROPENSÃO DO CIDADÃO À COPRODUÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA NO DISTRITO FEDERAL 2019-08-20T08:23:21-03:00 Isabela Miranda Martins isa.mmartins.im@gmail.com Josivania Silva Farias josivania@unb.br Lucio Alves Angelo Junior luciojr.prof@gmail.com <p>Este estudo identificou formas de envolvimento do cidadão na segurança pública, considerando as atividades desempenhadas pelos cidadãos e a propensão para a coprodução de segurança no Distrito Federal. Em estudo qualitativo-descritivo, foram realizadas 82 entrevistas semiestruturadas com cidadãos residentes no Distrito Federal, sendo 22 engajados em mecanismos formais de coprodução e 60 não engajados nesses mecanismos. Os dados foram analisados por meio de análise de conteúdo, utilizando a técnica de saturação teórica. Observou-se que os sujeitos do estudo contribuem com a segurança pública por meio de ações de natureza preventiva e repressiva, sendo identificadas as formas de coprodução de informação, política, social, econômica, preventiva e repressiva. Quanto à propensão a coproduzir, constataram-se sete aspectos que tornariam os cidadãos mais propensos a coproduzir, ampliando a compreensão acerca do fenômeno da coprodução da segurança pública.</p> 2019-08-16T17:54:28-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/41193 CADEIA VERDE DE SUPRIMENTOS: ASSOCIAÇÕES ENTRE DIRECIONADORES, PRÁTICAS E DESEMPENHO 2019-08-20T08:22:52-03:00 Gustavo Neves Goularte gngoute@gmail.com Marcelo Fernandes Pacheco Dias mfpdias@hotmail.com <p>Esta pesquisa analisou quais são e como se associam entre si os direcionadores externos e internos, as práticas verdes e o desempenho econômico e ambiental numa cadeia verde de suprimentos (Green Supply Chain Management – GSCM). O estudo se motivou pelo número limitado de estudos sobre como os elementos de uma GSCM se associam entre si e principalmente no setor portuário. Para atender a este objetivo, foi realizado um estudo de caso na cadeia verde de suprimentos do Terminal de Contêineres do Porto de Rio Grande. Como resultado, foi possível identificar um sistema complexo de partes (direcionadores externos, internos, práticas e indicadores de desempenho) e associações que envolve a GSCM estudada. Evidenciaram-se associações específicas entre direcionadores e práticas desenvolvidas, bem como entre práticas de GSCM e os indicadores de desempenho. Há práticas que contribuem para ambos os desempenhos. Os direcionadores externos podem condicionar diretamente a presença de indicadores de desempenho.</p> 2019-08-16T17:55:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação http://www.periodicos.ufc.br/contextus/article/view/41214 PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM RELAÇÕES DE TRABALHO E GESTÃO DE PESSOAS (2000/2017) 2019-08-20T08:22:24-03:00 Catia Eli Gemelli catia.gemelli@osorio.ifrs.edu.br Aline Mendonça Fraga alinemf.adm@gmail.com Vanessa Amaral Prestes vanessa.amaral.prestes@gmail.com <p>As conexões entre Relações de Trabalho (RT) e Gestão de Pessoas (GP) são inevitáveis, visto que ambas envolvem interações em contexto de trabalho. Este estudo objetivou mapear a produção científica das áreas, dos anos 2000 a 2017, dos artigos indexados na base de dados Web of Science (WoS). A partir de análise bibliométrica quantitativa-descritiva, examinou-se o comportamento da literatura nacional e internacional em relação a sua distribuição temporal, por idioma e por periódicos, bem como frequência de autoria e de palavras-chaves. Como principais resultados, evidenciam-se: crescimento expressivo nas publicações; predomínio de publicações e periódicos em inglês e oriundos do Reino Unido e da América do Norte; e prevalência do inglês como língua de origem dos principais autores. Como temáticas destacaram-se: relações com os sindicatos, inovação e estudos focados em países com economia em expansão (no contexto internacional); mercado de trabalho, sustentabilidade, cultura e clima organizacional, diversidade, expatriação (no contexto nacional).</p> 2019-08-16T17:55:17-03:00 Copyright (c) 2019 Revista: apenas para a 1a. publicação