O PROBLEMA DA DESIGUALDADE SOCIAL NA SOCIEDADE CIVIL E A PROPOSTA DE SUPERAÇÃO NO ESTADO HEGELIANO

  • Francisco de Assis Sobrinho
  • Marly Carvalho Soares
Palavras-chave: Riqueza. Pobreza. Desigualdade social. Sociedade civil. Estado.

Resumo

Este artigo objetiva explicitar, a partir da relação riqueza e pobreza, como se origina a desigualdade social no contexto da sociedade civil em Hegel, bem como, compreender como se dá sua superação no âmbito do Estado hegeliano. Nesse trabalho partimos de uma abordagem acerca da dinâmica de produção da riqueza na sociedade civil e de suas implicações na origem da desigualdade social e da pobreza nesse sistema econômico e social. Para tanto, adotamos como procedimento metodológico, o método filosófico do autor, o qual nos leva a compreensão do movimento das categorias lógicas que vai do indeterminado e abstrato ao determinado e concreto. É esse, portanto, o método dialético-especulativo desenvolvido por Hegel em sua Ciência da Lógica. Na continuidade de nossa investigação evidenciamos que a desigualdade social é fruto da concentração de riquezas na sociedade civil, cuja consequência imediata é um quadro de pobreza e miséria, onde uma parcela significativa dos indivíduos dessa sociedade tem seus direitos negados. Daí se adotar a hipótese de que a superação dessa desigualdade só é possível, no âmbito do Estado onde se dá o equilíbrio de direitos e deveres.

Referências

DRI, Rubén R. A Filosofia do Estado Ético: A concepção hegeliana do Estado. In: BORON, Atílio A. (org.) Filosofia Política Moderna: De Hobbes a Marx. Buenos Aires: CLACSO Livros – Departamento de Ciência Política – USP, 2006. p. 213-245.

HEGEL, G. W. F. Fenomenologia do Espírito. Tradução de Paulo Meneses com a colaboração de Karl-heinz Efken e José Nogueira Machado, SJ. 7. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

___________ . Princípios da Filosofia do Direito. Tradução Orlando Vitorino. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

___________ . Enciclopédia das Ciências Filosóficas em Compêndio. Tradução de Paulo Meneses, com a colaboração de José Machado. São Paulo: Loyola, 1995. v. 3.

ROSENFIELD, Denis L. Política e Liberdade em Hegel. São Paulo: Editora Brasiliense, 1983.

SOARES, Marly Carvalho. Sociedade Civil e Sociedade Política em Hegel. 2. ed. Fortaleza: EdUECE, 2009.

WEBER, Thadeu. Hegel: Liberdade, Estado e História. Petrópolis – Rio de Janeiro: Vozes, 1993.

WEIL, Eric. Hegel e o Estado: cinco conferências seguidas de Marx e a filosofia do direito. Tradução de Carlos Nougué. São Paulo: Realizações, 2011.

Publicado
2018-12-29
Seção
Artigos Fluxo Contínuo