Pequena palestra com uma múmia (1845)

do conflito entre a ciência e a consciência da realidade do passado

  • Edson Silva de Lima
Palavras-chave: Ficção, História, Imaginação

Resumo

Nesse artigo, atentamos em perceber de que maneira os elementos da história nacional norte-americana aparecem no Somme word with a mummy (1845) do poeta e contista, Edgar Allan Poe, sem que a pretensão seja fazer o mapeamento de uma identificação referencialista. A intenção aqui é perceber a leitura possível de seu conto fantástico como refiguração da história norte-americana oitocentista, sem tê-la como partícula central de seu trabalho. De modo que procuramos, portanto, fugir do desejo de “reduzir certos textos a funções representativas, ilustrativas ou sintomáticas” (LACAPRA, 1983, p. 24). Centramo-nos na dimensão referencial do texto ficcional, aproximando assim a história norte-americana como tema fulcral para literatura fantástica poeana. Nesse sentido, nos preocupamos em demonstrar os caminhos narrativos que endossam nosso prognóstico de que, a literatura fantástica, não está diretamente subordinada à imaginação que o lastro referencial, que a compõe, está diretamente intervindo na composição ficcional e, assim, há a concepção de outro mundo que não o mundo das coisas.

Publicado
2019-08-14
Como Citar
Lima, E. S. de. (2019). Pequena palestra com uma múmia (1845). Em Perspectiva, 5(1), 104-119. Recuperado de http://www.periodicos.ufc.br/emperspectiva/article/view/41655
Seção
Dossiê Temático