“Os mortos não querem volta”

sentidos e usos do passado escrito na obra de Airton Maranhão

  • Ruan Carlos Mendes
Palavras-chave: Tempo, Literatura, História

Resumo

Os mortos não querem volta (1999), foi o terceiro livro do escritor e advogado Airton Maranhão (1950-2015), porém toda sua obra apresenta esse desejo em mexer no passado, no morto e com os mortos. Não tomaremos nesse artigo Maranhão como um objeto de estudo, mas sim vamos perseguir a sua escrita como construtora de memórias a quem e ao que não é devidamente lembrado, constituindo-se assim numa escrita formuladora de sentidos para o passado. O objetivo é analisar a concepção de passado, suas utilidades e suas problemáticas na escrita de Airton Maranhão. Busca-se assim perceber como o autor construiu novos “túmulos” escriturários para os mortos que não querem volta, mas que precisam ter suas ausências inscritas no tempo dos vivos.

Publicado
2019-08-16
Como Citar
Mendes, R. C. (2019). “Os mortos não querem volta”. Em Perspectiva, 5(1), 371-386. Recuperado de http://www.periodicos.ufc.br/emperspectiva/article/view/41895
Seção
Dossiê Temático