A DRAMATICIDADE TRAGICÔMICA DE MACHADO DE ASSIS

  • Michele Eduarda Brasil de Sá Universidade de Brasília (UnB)

Resumo

Para além dos rótulos de “escritor romântico” em sua primeira fase e “realista” na segunda, Machado de Assis é considerado como um precursor do Modernismo brasileiro. Seus romances são carregados de ironia e de “pistas falsas” – parecendo romances românticos, mas na verdade exigindo um leitor mais crítico – tais como ainda não se tinha visto na literatura nacional. Este artigo mostra dois aspectos da inovação do romance machadiano: a forma dramática e, a partir dela, a expressão tragicômica.

Biografia do Autor

Michele Eduarda Brasil de Sá, Universidade de Brasília (UnB)
Professora Doutora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em lotação provisória na Universidade de Brasília (UnB).
Publicado
2014-09-01
Seção
Dossiê