O NACIONALISMO BRASILEIRO EM SUAS DIVERSAS FORMAS: A VOZ DO NORDESTE REPRESENTADA PELO CANGAÇO NO ROMANCE REGIONALISTA O CABELEIRA, DE FRANKLIN TÁVORA

  • Yls Rabelo Câmara Universidade Federal do Ceará
  • Yzy Maria Rabelo Câmara Centro Universitário Estácio do Ceará - FIC

Resumo

A presente edição da Revista Entrelaces traz como dossiê “O Nacionalismo Brasileiro em suas Diversas Formas”. Vários foram os momentos em que o nosso nacionalismo aflorou e foi plasmado pela Literatura. Neste sentido, quando nos referimos ao tema, remetemo-nos automaticamente aos escritores indianistas românticos e aos modernistas da Semana de Arte Moderna de 1922, mas poucos de nós associamos os regionalistas que escreveram sobre o cangaço como representantes deste mesmo sentimento de ufanismo nacionalista. Devido ao fato dos cangaceiros estarem normalmente associados à imagem da personificação da maldade e da barbárie, menospreza-se a obra de autores que enxergavam nos cangaceiros, cangaceiras e no cangaço per se uma nota de nacionalismo tão lícita e válida quanto no“Bom Índio” de Gonçalves Dias e José de Alencar. Com o objetivo de apreciar sua figura lendária sob outro prisma, neste trabalho, primeiramente nos detemos no cangaço em si para, em seguida, tratarmos da presença do cangaço na Literatura e na obra-prima de Franklin Távora, O Cabeleira.

Biografia do Autor

Yls Rabelo Câmara, Universidade Federal do Ceará
Yls Rabelo Câmara é licenciada e especialista em Letras (Português – Inglês) pela Universidade Estadual do Ceará, mestra e doutoranda em Filologia Inglesa (Letras – Inglês) pela Universidade de Santiago de Compostela e especializanda no ensino do espanhol como língua estrangeira pela Faculdade Ateneu. Possui vinte e sete anos de experiência docente e atualmente é tutora a distância nas coordenações de português, inglês e espanhol, na faculdade de Letras da Universidade Federal do Ceará em parceria com a Universidade Aberta do Brasil – UFC/UAB e professora de pós-graduação da Faculdade Ateneu.
Yzy Maria Rabelo Câmara, Centro Universitário Estácio do Ceará - FIC
Yzy Maria Rabelo Câmara é licenciada e bacharel em Psicologia e bacharel em Serviço Social pela Universidade de Fortaleza e Universidade Estadual do Ceará respectivamente e mestra em Saúde Pública pela Universidade Federal do Ceará. Clinica em Fortaleza há mais de dezesseis anos em consultório próprio e no Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto e tem doze anos de prática docente em diversas IES do Ceará. Atualmente é professora de Psicologia do Centro Universitário Estácio do Ceará - FIC e tutora a distância pela UFC/UAB.
Publicado
2016-06-01