A REINVENÇÃO DA HISTÓRIA E DE MEMÓRIAS ACERCA DA COLONIZAÇÃO BRASILEIRA EM PAU BRASIL: UM ESTUDO CRÍTICO ACERCA DA RECRIAÇÃO DA PLURALIDADE DE IDENTIDADES BRASILEIRAS PELOS MODERNISTAS

  • Clarissa Loureiro Universidade do Pernambuco (UPE)
  • Antonio Francimar da Silva Lima Universidade do Pernambuco (UPE)

Resumo

Este artigo foca-se no estudo de textos da obra Pau Brasil,que estabelecem desconstrução da identidade Nacional construída pela literatura Brasileira anterior à modernista.Numa perspectiva de “lugares de memória”, são revisitadas duas partes da obra, intituladas “História do Brasil” e “colonização brasileira”, nas quais Oswald deAndrade reapresenta a história do povo brasileirodo ponto de vista das vozes dos silenciados por um discurso histórico oficial. São discutidas as paródias oswaldinasde documentos históricos que se posicionaram sobre momentos relevantes que contribuíram para a recriação da identidade brasileira, e também são analisadas micronarrativas representativas de memórias coletivas acerca de situações de violência ao longo do período colonial. Desta forma, pretende-se minar uma identidade nacional brasileira unívoca e homogênea, recriando uma pluralidade de identidades.

Biografia do Autor

Clarissa Loureiro, Universidade do Pernambuco (UPE)
Clarissa Loureiro é Doutora em Literatura pela Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), docente na Universidade do Pernambuco (UPE), Campus Petrolina.
Antonio Francimar da Silva Lima, Universidade do Pernambuco (UPE)
Antonio Francimar da Silva lima é licenciado em Letras pela Universidade do Pernambuco (UPE).
Publicado
2016-06-01