A Amazônia na ficção de José Veríssimo e Inglês de Sousa

  • Juliano Fabricio de Oliveira Maltez Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas - FFLCH/USP.

Resumo

Este trabalho propõe uma leitura da prosa curta ficcional “O crime do tapuio” de José Veríssimo (1857-1916) e “O gado do Valha-me-Deus” de Inglês de Sousa (1853-1918), presentes nos livros Cenas da Vida Amazônica (1886) e Contos Amazônicos (1893), que têm em comum a tomada ficcional do baixo Amazonas. Entendemos que o relato de viagem composto por expedicionários estrangeiros acarretou empréstimo estético e discursivo à narrativa amazônica, como os relatos produzidos por cientistas, por meio dos quais se vinculou o “redescobrimento” da paisagem amazônica e suas lendas.

Biografia do Autor

Juliano Fabricio de Oliveira Maltez, Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas - FFLCH/USP.
Mestrando pelo Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas - FFLCH - USP.

Referências

AGASSIZ, Jean Louis Rodolph; AGASSIZ, Elizabth Cary. Viagem ao Brasil: 1865-1866. Brasília: Senado Federal, 2000.

ARARIPE JÚNIOR. Obra crítica de Araripe Júnior: volume III (1895-1900). Afrânio Coutinho (org.). Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Cultura / Casa de Rui Barbosa, 1963.

ASSIS, Rosa. Um Glossário de Contos Amazônicos, de Inglês de Sousa. In: SOUSA, Inglês. Contos amazônicos. Belém: EDUFPA, 2005.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

BATES, Henry Walter. Um naturalista no rio Amazonas. Regina Régis Junqueira (trad.) Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1979.

BURKE, Edmund. Uma investigação filosófica sobre a origem de nossas ideias do sublime e do belo. Campinas: Papirus/ Editora da Universidade de Campinas, 1993.

CANDIDO, Antonio. A educação pela noite & outros ensaios. São Paulo: Editora Ática S. A., 1989.

CUNHA, Euclides da. Contraste e confrontos. São Paulo: Editora Cultrix, 1975.

ECHEVARRÍA, Roberto González. Mito y archivo: una teoría de la narrativa latinoamericana. México: Fondo de Cultura Económica, 2000.

FREIRE, José Ribamar Bessa. Rio Babel: a história das línguas na Amazônia. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011.

GONDIM, Neide. A invenção da Amazônia. São Paulo: Marco Zero, 1994.

GUIMARÃES, Bernardo. A dança dos ossos. In: O conto romântico. (Panorama do conto brasileiro, v. 2), Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira S. A., 1961.

LOUREIRO, João de Jesus Paes. Cultura amazônica: uma poética do imaginário. Manaus: Editora Valer, 2015.

MAGALHÃES, José Vieira Couto de. O selvagem. Belo Horizonte, Ed. Itatiaia; São Paulo, Ed. da Universidade de São Paulo, 1975.

MEIRELLES FILHO, João. Grandes Expedições à Amazônia Brasileira: 1500-1930. São Paulo: Metalivros, 2009.

MOISÉS, Massaud. A criação literária: prosa. São Paulo: Cultrix, 1985.

PIZARRO, Ana. Amazônia: as vozes do rio: imaginário e modernização. Rômulo Monte Alto (trad.) Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.

POE, Edgar Allan. A filosofia da composição. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

PRATT, Mary Louise. Os olhos do império: relatos de viagem e transculturação. Bauru, SP: EDUSC, 1999.

ROMERO, Sílvio. Literatura, história e crítica. Luiz Antonio Barreto (org.) Rio de Janeiro: Imago Editora / Aracaju: Universidade Federal de Sergipe, 2002.

SOUSA, Inglês de. Contos Amazônicos. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

_____. Contos Amazônicos. Belém: UFPA, 2005.

SPIX, Johann Baptist von. Viagem pelo Brasil: 1817-1820. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1981.

SÜSSEKIND, Flora. O Brasil não é longe daqui: o narrador, a viagem. São Paulo: Companhia da Letras, 1990.

VERÍSSIMO, José. Cenas da vida amazônica. Antonio Dimas (org.) São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2011.

_____. Tradições, crenças e superstições amazônicas. Revista Amazônica, Belém, n. 6, ag. 1883.

_____. A linguagem popular amazônica. Revista Amazônica, Belém, n. 2 , mar. 1883.

WALLACE, Alfred Russel. Viagens pelos rios Amazonas e Negro. Eugênio Amado (trad.) Belo Horizonte: Editora Itatiaia / São Paulo: EDUSP, 1979.

Publicado
2020-03-08