Entre “rios”: espaço, viagem e identidade em Imagens do Brasil, de Karl von Koseritz

  • Rodrigo Cézar Dias Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil

Resumo

Este artigo propõe um estudo a respeito da relação entre espaço, viagem e identidade na obra Imagens do Brasil, do jornalista e deputado teuto-brasileiro Karl von Koseritz. Composto por 94 relatos de viagem, assinados entre 14/04/1883 e 11/11/1883, o volume apresenta uma narrativa da partida do Rio Grande do Sul rumo ao Rio de Janeiro, alongando-se sobre a experiência do autor na Corte. Busca-se entrever, neste trabalho, as maneiras como Koseritz, ao narrar o cotidiano fluminense ou ao rememorar seu passado, representa a si mesmo. Destacam-se, nesse sentido, os movimentos de comparação estabelecidos pelo viajante entre as pátrias adotadas (a Alemanha onde nascera e o Brasil onde se naturalizara) e entre os “rios” representados, seja no eixo geográfico (Rio de Janeiro x Rio Grande do Sul), seja no eixo temporal (Rio de Janeiro do presente x Rio de Janeiro do passado e Rio Grande do Sul do presente x Rio Grande do Sul do passado). Para tanto, mobilizo o mapeamento realizado por Ottmar Ette acerca dos lugares do relato de viagem e do conceito de fricção, cunhado pelo pesquisador, para pensar em como se dá a constituição identitária desse narrador-viajante na oscilação entre eu-narrador e eu-narrado.

Biografia do Autor

Rodrigo Cézar Dias, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil
Doutorando em Estudos de Literatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, vinculado à linha de pesquisa Literatura, Sociedade e História da Literatura.

Referências

ACERVO BENNO MENTZ, DELFOS/PUCRS.

ANDERSON, B. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. Tradução por Denise Bottman. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

BARRETO, A. Bibliografia de Koseritz atinente ao Rio Grande do Sul. In: KOSERITZ, K. Imagens do Brasil. Tradução, prefácio e notas por Afonso Arinos de Melo Franco. São Paulo: Martins Editora; Editora da Universidade de São Paulo, 1972.

BHABHA, H. K. O local da cultura. Tradução por Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1998.

CARNEIRO, J. F. Karl von Koseritz. Porto Alegre: Instituto Estadual do Livro, 1959.

DEZEM, R. Matizes do “amarelo”: a gênese dos discursos sobre os orientais no Brasil (1878-1908). São Paulo: Associação Editorial Humanitas, 2005.

ETTE, O. Literatura en movimiento: espacio y dinámica de una escritura transgresora de fronteras entre Europa y América. Tradução por Rosa Maria S. de Maihold. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 2008.

GENETTE, G. Fiction and diction. Tradução por Catherine Porter. New York: Cornell University Press, 1993.

GERTZ, R. Imprensa e imigração alemã. In: DREHER, Martin N.; RAMBO, Arthur Blásio; TRAMONTINI, Marcos Justo (org.). Imigração & imprensa. Porto Alegre: EST; São Leopoldo: Instituto Histórico de São Leopoldo, 2004.

KOSERITZ, K. Bilder aus Brasilien. Prefácio de A. W. Sellin. Leipzig/Berlim: Wilhelm Friedrich, 1885.

______. Imagens do Brasil. Tradução, prefácio e notas por Afonso Arinos de Melo Franco. São Paulo: Martins Editora; Editora da Universidade de São Paulo, 1972.

______. Imagens do Brasil. Tradução, prefácio e notas de Afonso Arinos de Melo Franco. Belo Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1980.

KOSERITZ’ DEUTSCHE ZEITUNG. Porto Alegre, 1881-1906.

NEUMANN, G. R. A busca por um local? Uma literatura sem lugar definido no contexto brasileiro. Antares, Caxias do Sul, v. 3, n. 6, p. 105-119, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/antares/article/view/1218/945>. Acesso em: 04/08/2018

Publicado
2020-03-08