PERFORMANCE “AROMA ARTIFICIAL IDÊNTICO AO NATURAL”

  • Roniele Nogueira Silva
  • Raul Plassman Medeiros Barbosa
  • Diana Patrícia Medina Pereira

Resumo

Durante o início do mês de abril de 2018, dentro de uma programação voltada para a discussão do machismo pela perspectiva de gênero, no Campus da UFC em Quixadá, aconteceu a performance “Aroma artificial idêntico ao natural” apresentada pelos performers Emanuel Martins e Akácio Viana. O evento promovido pelo setor de Assistência Social, Psicologia e Coordenação de Arte e Cultura, ambos coordenados por mulheres, contou com a participação de outras mulheres para enriquecer a discussão proposta; tais como coordenadoras de curso, servidoras acadêmicas, professoras e convidadas do Coletivo Severinas, que atuam na luta contra o machismo. A performance de “Aroma artificial idêntico ao natural” nos mostra dois personagens que fluem entre os gêneros; podemos notar sua inconstância através do figurino/indumentária que misturava peças ligadas ao vestuário feminino e masculino. O plano de fundo onírico e misterioso se completava com a ambientação sonora da apresentação e seus elementos cênicos. O espaço e horário escolhidos para a encenação foram os corredores e a área de convivência da UFC - Quixadá em seu maior fluxo de pessoas transitando; o horário de almoço. Ver aqueles dois personagens circulando pelo campus chamou a atenção de todos os que estavam por alí e foi a isca perfeita para lhes fazer parar por alguns minutos e aproximarem-se para saber do que se tratava aquela movimentação atípica. O enredo da performance é subjetivo e deixa brechas para as diversas interpretações e sensações/sentimentos. As figuras em cena mostram uma relação que se encontra e se desencontra, que se atrai carinhosamente e no momento seguinte é só repulsa e estranhamento. Essa ação teve e tem muita importância para ajudar-nos a entender as relações de gênero e sexualidade. Num campus que tem em sua predominância o público do sexo masculino, faz-se cada vez mais necessário debatermos e derrubamos essas questões. A performance deixou mais dúvidas, do que respostas; sendo esse o grande e eficiente papel da arte.
Publicado
2015-09-09
Seção
Encontros Universitários 2018 - Campus Quixadá