RELATO DE EXPERIÊNCIA - UFC NAS ESCOLAS

  • Pedro S. Andrade
  • David S. Oliveira

Resumo

O projeto de extensão UFC nas escolas foi um dos motivadores para entrar na Universidade. No terceiro ano, recebi uma visita de alguns alunos da UFC falando sobre um curso de programação que seria ministrado no contra- turno. O curso me ajudou bastante na minha forma de pensar e da logica. Conheci um pouco do inglês, dos termos técnicos. Tudo isso me motivou bastante a entrar para a Universidade, que era uma coisa que eu já tinha em mente. Esse projeto foi ministrado na linguagem C. No ano seguinte tive a oportunidade de ingressar na Universidade, confesso que foi bastante complicado pois na ˜o tinha tempo que estudar para o ENEM. Logo que entrei, tive interesse em participar de projetos, mas na ˜o tive como foco o projeto UFC nasEscolas em específico. Somente pensava em ministrar uma palestra e me recomendaram falar com o coordenador do projeto UFC nas escolas. Conversei com ele e fui designado para entrar no projeto como um voluntário e uma coisa levou a outra. Já tive a oportunidade de ministrar cursos de programação em duas escolas de nível médio. Aprendi muito com os alunos e acredito que eles comigo, foi uma experiência única. Pretendo continuar ministrando no projeto realizando os cursos pois foi algo em que realmente me identifiquei. Ainda percebo uma falta de interesse dos alunos das escolas públicas que iniciam o curso e vão se desmotivando ao longo da trajetória. Geralmente por preguiça de pensar ou ate mesmo por não saber uma operação básica de matemática. Podemos concluir que infelizmente alguns gestores não dão o devido suporte ou prioridade para que o projeto continue. Mas já encontrei muito casos felizes de alunos dedicados que podem ir longe e crescer consideravelmente na vida profissional e acadêmica.
Publicado
2015-09-09
Seção
Encontros Universitários 2018 - Campus Quixadá