AVALIAÇÃO DA CONCORDÂNCIA ENTRE DEFINIÇÕES DE CASOS DE PERIODONTITE SEVERA

  • Victor Bento Oliveira
  • Maria Lúcia Rodrigues de Oliveira, Milena oliveira mota, Zuila Albuquerque Taboza, Liana Freire de Brito
  • Rodrigo Otavio Cito Cesar Rego

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar a concordância de periodontite severa por meio de três diferentes definições de casos. Pacientes acima de 35 anos (n=237, idade média = 47,8+-9,4 anos) foram avaliados por meio de dois exames clínicos periodontais, o completo e o simplificado (PSR). Foram então classificados de acordo com o critério mais grave de periodontite da definições CDC/AAP (Eke et al., 2012) da nova classificação de doenças periodontais (EFP/AAP, Tonetti et al., 2018) e do PSR (ADA/AAP, 1992). O desfecho primário foi comparar a concordância de diagnóstico da definição de periodontite severa segundo a classificação CDC/AAP com as duas outras definições de casos mais severos da doença. A concordância foi avaliada pelo teste kappa, assim como foi também calculada a sensibilidade (SS), especificidade (SP) e curva ROC usando a definição CDC/AAP como padrão-ouro. A proporção de indivíduos apresentando os critérios mais graves de cada definição foi: CDC/AAP (Periodontite Severa)=49,4%, EFP/AAP (Periodontite graus III e IV)=43,4% e PSR (código 4)=44,7%. Quando comparado a definição EFP/AAP com o padrão ouro foi obtido kappa, SS, SP e ROC de 0.730, 91.3%, 82.8% e 0.870, respectivamente. Da mesma forma, quando comparado o código 4 do PSR foi obtido kappa, SS, SP e ROC de 0.687, 87.7%, 81.7% e 0.845 , respectivamente. E quando comparadas as periodontites tipo III e IV (EFP / AAP) com o código PSR 4, os valores foram 0,837, 92,2%, 91,8% e 0,920, respectivamente. Tanto a nova classificação de doenças periodontais (EFP / AAP) quanto a PSR mostraram boa concordância com as definições de casos do CDC / AAP para o diagnóstico de periodontite severa. No entanto, foi obtida melhor concordância e maior capacidade de classificar aqueles com e sem a doença entre a nova classificação e o PSR.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Científica – PRPPG