DICK E PACIENTE A: UM CASO DE MELANIE KLEIN

  • Yullie Pires Cruz
  • Yan Victor Sampaio do Nascimento, Alice David Barroso, Távina Romão Silva, Robert Pessoa Costa
  • Luis Achilles Rodrigues Furtado

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo apresentar evidências encontradas em pesquisa, que mostram que o paciente descrito por Melanie Klein como “Paciente A” trata-se do paciente de pseudônimo Dick, conhecido pelo estudo de caso homônimo, presente em seu artigo “A importância da formação de símbolos no desenvolvimento do Ego” (1929) de grande relevância para a psicanálise. Este trabalho integra uma pesquisa mais ampla denominada “O vazio, o silêncio e o Outro na clínica do autismo: uma articulação entre topologia, música e psicanálise”, que tem apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP). A metodologia utilizada foi a construção e revisão bibliográfica do caso Dick e de Melanie Klein, a partir de algumas biografias e também de documentos oficiais disponíveis no site Wellcome Library. Através do cruzamento dos dados obtidos, das traduções, de leituras na língua original e discussões dos escritos clínicos em sua agenda, encontramos fortes indícios que corroboram nossa hipótese. Entre eles estão fotos dos brinquedos utilizados por Melanie Klein em seu consultório, os mesmos mencionados no artigo do Caso Dick, o nome verdadeiro do paciente Dick, a sua filiação, a relação de sua família com Melanie Klein e os efeitos da nomeação dada por Klein ao caso, que repercutiram na vida do paciente, levando em consideração que ela costumava ler as anotações sobre o Caso Dick para o próprio Dick. A obtenção desses dados e o trabalho feito a partir dos mesmos tem sido importante para um delineamento histórico das mudanças ocorridas no paciente durante grande parte de seu processo enquanto analisante de Melanie Klein, posteriores ao artigo publicado pela mesma, e para uma melhor compreensão de como se dava o manejo clínico da autora para-além da clínica infantil.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Científica – PRPPG