ESTUDO DOS PARÂMETROS REACIONAIS NA CARBONIZAÇÃO HIDROTÉRMICA DE FOLHAS DE CAJUEIRO

  • Maria Darly Teles Fernandes
  • Rosana Maria Alves Saboya, Wesley Rodrigues de Sousa, Rosana Maria Alves Saboya
  • Jose Valdenir da Silveira

Resumo

A CARBONIZAÇÃO HIDROTÉRMICA DA BIOMASSA É UMA EXCELENTE ABORDAGEM PARA CONVERTER RESÍDUOS DE BIOMASSA EM PRODUTOS ÚTEIS. ESSA ESTRATÉGIA OFERECE A VANTAGEM DA CONVERSÃO DIRETA DE BIOMASSA ÚMIDA EM CARBONOS HIDROTÉRMICOS, SEM UMA ETAPA DE PRÉ-TRATAMENTO QUE CONSUMA ENERGIA, COMO ACONTECE NA PIRÓLISE. NESTE TRABALHO, FOI REALIZADO UM ESTUDO SOBRE A SÍNTESE DE CARVÃO HIDROTÉRMICO ATRAVÉS DA CARBONIZAÇÃO HIDROTÉRMICA DE FOLHAS PRESENTES NA SERAPILHEIRA DO CAJUEIRO (ANACARDIUM OCCIDENTALE). A MATÉRIA ORGÂNICA OBTIDA PELA MOAGEM DAS FOLHAS FOI PESADA, SUSPENSA EM ÁGUA DEIONIZADA E SUBMETIDA À CARBONIZAÇÃO EM UM REATOR FECHADO (AUTOCLAVE, 45 ML) EM TEMPERATURAS MODERADAS. OS EFEITOS DOS PARÂMETROS DA REAÇÃO NO RENDIMENTO E NAS PROPRIEDADES DOS PRODUTOS SÓLIDOS FORAM AVALIADOS PARA DIFERENTES TEMPERATURAS ENTRE 180-260 °C E TEMPO DE PERMANÊNCIA DA REAÇÃO ENTRE 2-96 H. A ESTRUTURA MORFOLÓGICA DOS CARBONOS HIDROTÉRMICOS SINTETIZADOS FORAM INVESTIGADOS POR MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA (MEV). OS RESULTADOS REVELARAM QUE O RENDIMENTO DOS PRODUTOS SÓLIDOS DIMINUIU COM O AUMENTO DAS TEMPERATURAS DE REAÇÃO E DO TEMPO DE PERMANÊNCIA. EM TEMPERATURAS MODERADAS (< 220> 220 ºC) E EM TEMPOS DE REAÇÃO MAIS LONGOS (> 12 H), FORAM OBSERVADOS A PRESENÇA DE ESTRUTURAS DE MORFOLOGIA ESFÉRICA, INDICANDO QUE A CARBONIZAÇÃO OCORREU DE FORMA MAIS EFICIENTE PARA ESTES PARÂMETROS. ESTE ESTUDO OTIMIZOU OS PARÂMETROS REACIONAIS DA CARBONIZAÇÃO HIDROTÉRMICA DA FOLHA DO CAJUEIRO PARA OBTENÇÃO DO MÁXIMO RENDIMENTO COM O MÍNIMO CONSUMO DE ENERGIA.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Científica – PRPPG