FREQUÊNCIA DE INFECÇÕES NOSOCOMIAIS POR PSEUDOMONAS AERUGINOSA NUM HOSPITAL TERCIÁRIO EM SOBRAL - CE

  • Marina Rodrigues Silva
  • José Edson Rocha Junior, Stephanie de Almeida, Ludimila Gomes Pinheiro
  • Francisco Cesar Barroso Barbosa

Resumo

Pseudomonas aeruginosa é um importante patógeno relacionado a infecções hospitalares, em virtude da ampla resistência e de seu caráter oportunista. Pacientes internados por longos períodos possuem maior risco de infecção. Os estudos epidemiológicos possuem grande valor na monitoração de infecções ocasionadas por P. aerugionosa. Este trabalho teve por objetivo avaliar a frequência de infecções nosocomais causadas por P. aeruginosa na Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS) – CE e estabelecer uma correlação entre a incidência observada com os ambientes hospitalares e os sítios de coleta. A coleta de dados foi realizada de Janeiro de 2018 a Abril de 2019, a partir dos relatórios gerados pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da SCMS. Foram analisados os locais de coleta e a origem biológica mais prevalente, excluindo do total as amostras classificadas como iguais, usando o critério de data, paciente e origem biológica. Os resultados demonstraram que em 2018, foram coletadas 79 amostras de 57 pacientes, havendo uma maior prevalência (48,1%) de P. aeruginosa em pacientes internados nas enfermarias do que nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI). No ano de 2019, foram coletadas 35 amostras de 22 pacientes, com predominância na UTI neonatal (40%) e de origem sanguínea (34,2%). Em todo o período analisado, 79 pacientes apresentaram infecção nosocomial por P. aeruginosa, sendo a enfermaria o local prevalente, com 44 (55,6%) casos, e o sítio de coleta predominante foi a corrente sanguínea, totalizando 33 (41,7%) isolados. Dessa forma, observou-se uma maior frequência de isolamento desse patógeno em pacientes internados nas diferentes enfermarias do que nas UTI da SCMS, sendo que a maior incidência foi em amostras de sangue. Portanto, esses dados ressaltam a necessidade de intensificação das medidas de controle e prevenção, a fim de evitar a disseminação de P. aeruginosa no ambiente hospitalar e reduzir as infecções nosocomiais neste hospital de ensino.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Científica – PRPPG