O SOFRIMENTO PSÍQUICO EM UNIVERSITÁRIOS: DOR E SOFRIMENTO NOS ALUNOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL

  • Carla Ribeiro de Sousa
  • Carlos Magno Sergio Lima, Francisco Pablo Huascar Aragão Pinheiro, Virnia Ponte Alcantara
  • Camilla Araujo Lopes Vieira

Resumo

O ingresso na universidade é marcado por significativas transformações psicossociais na trajetória dos discentes, uma vez que se deparam com uma série de mudanças importantes à adaptação aos desafios do ensino superior, sejam relacionadas à mudança de cidade, à adaptação aos modelos de avaliação, ao maior acúmulo de responsabilidades. Deste modo, a presente pesquisa teve o objetivo de investigar e analisar as percepções dos estudantes universitários sobre quatro dimensões da experiência acadêmica: enfrentamentos, relação com o curso, relação entre pares e relação com os professores. 273 estudantes universitários compuseram a pesquisa. Foi utilizado um instrumento padronizado autoaplicável, composto por questões demográficas e por questões relacionadas à experiência de ser universitário, enviado por meio eletrônico, entre abril e maio de 2019. Através da utilização do pacote SPSS® versão 20, foram utilizadas para as análises o Test t de Student, para amostras independentes e o oneway ANOVA. Dentre os quatro eixos investigados, os resultados apontaram no tocante Enfrentamentos, que estudantes do sexo feminino são mais afetadas por sensação de tristeza, ansiedade, assédio sexual, dentre outros. Alunos cotistas dizem fazer maior uso de medicamentos, enquanto que alunos bolsistas sofrem com excessos de compromissos acadêmicos. No tocante relação dos estudantes com o curso, os respondentes apontaram que estudantes da área da saúde se identificam com o curso escolhido, os mesmos que dizem sofre com a carga horária excessiva. Há maior potencial de sofrimento psíquico entre os estudantes da área da saúde em diversos aspectos. Destaca-se a importância de ações de apoio psicopedagógico por parte da universidade.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Científica – PRPPG