STEMODIA MARITMA, REDUZ DOR INFLAMATÓRIA EM MODELO DE HIPERNOCICEPÇÃO INFLAMATÓRIA NA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR DE RATOS

  • Sarah Rodrigues Basílio
  • Maria Ester Frota Fernandes, Mirna Marques Bezerra, Pedro Isac Fontenele Saldanha, Hellíada Vasconcelos Chaves
  • Vicente de Paulo Teixeira Pinto

Resumo

AS DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES (DTMS) SÃO DESORDENS QUE ENVOLVEM MÚSCULOS MASTIGATÓRIOS, ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (ATM) E SEUS ANEXOS, PREVALECENDO A DOR CRÔNICA NA REGIÃO OROFACIAL, A QUAL RESULTA EM SÉRIO IMPACTO SOCIOECONÔMICO E EMOCIONAL À SOCIEDADE E AOS PACIENTES. NO SENTIDO DE REVERSÃO DESTE QUADRO, COMPOSTOS COM POSSÍVEIS EFEITOS ANTINOCICEPTIVOS E ANTI-INFLAMATÓRIOS SÃO ESTUDADOS NA BUSCA POR NOVAS TERAPÊUTICAS, COMO O EXTRATO DAS FOLHAS DE STEMODIA MARITMA. DESSE MODO, OBJETIVOU-SE AVALIAR A EFICÁCIA DE STEMODIA MARITMA EM MODELO DE HIPERNOCICEPÇÃO INFLAMATÓRIA INDUZIDA NA ATM DE RATOS. UTILIZARAM-SE RATOS WISTAR MACHOS (180-240 G, N=5) PRÉ-TRATADOS 60 MIN ANTES COM SALINA OU STEMODIA MARITMA NAS DOSES DE 0,1 OU 1,0 µG/KG; SEGUIDOS DE INJEÇÃO INTRA-ARTICULAR DE SALINA OU FORMALINA (1,5%) NA ATM ESQUERDA (50 µL). OS PARÂMETROS UTILIZADOS FORAM: COMPORTAMENTO NOCICEPTIVO POR 45 MIN; ESTUDO DA VIA OPIOIDE, ATRAVÉS DO USO INTRA-TECAL DO ANTAGONISTA NALOXONA; DA VIA DA HEMEOXIGENASE-1 (HO-1), ATRAVÉS DO ANTAGONISTA ZNPP-IX; DA VIA DO ÓXIDO NÍTRICO (NO), ATRAVÉS DO INIBIDOR AMINOGUANIDINA. FOI OBSERVADO QUE STEMODIA MARITMA REDUZIU A RESPOSTA NOCICEPTIVA EM RELAÇÃO AO GRUPO FORMALINA, PORÉM OS ANTAGONISTAS DAS VIAS OPIOIDE, HO-1 E NO NÃO REVERTERAM O EFEITO DE STEMODIA MARITMA. PORTANTO, CONCLUI-SE QUE STEMODIA MARITMA APRESENTA EFEITOS ANTINOCICEPTIVO E ANTI-INFLAMATÓRIO NO MODELO DE HIPERNOCICEPÇÃO INFLAMATÓRIA INDUZIDA POR FORMALINA NA ATM DE RATOS, E SUA AÇÃO INDEPENDE DAS VIAS OPIOIDE, HO-1 E NO.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Científica – PRPPG