ATIVIDADE SINÉRGICA DE ÓLEOS ESSENCIAIS DE CROTON TETRADENIUS E CROTON PULEGIODORUS COM ANTIBIÓTICOS CONVENCIONAIS CONTRA STAPHYLOCOCCUS AUREUS RESISTENTE À METICILINA

  • Renan Rhonalty Rocha
  • Maria nágila carneiro matos, Rafaela Mesquita Bastos Cavalcante, Pedro Henrique Ribeiro Lopes, Antonio Mateus Gomes Pereira
  • Victor Alves Carneiro

Resumo

O surgimento e a rápida disseminação de Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA) tornaram o tratamento das infecções estafilocócicas mais difíceis e como menos opções terapêuticas. Desta forma, a combinação de antibióticos convencionais com óleos essenciais (OE) tem se tornado uma alternativa para reverter a resistência microbiana. Assim, o objetivo desse trabalho foi determinar a atividade sinérgica de oléos essenciais das espécies Croton tetradenius (OECT) e Croton pulegiodorus (OECP) com antibióticos por ensaio de checkerboard. Para isso, os óleos essencias foram obtidos a partir de folhas secas por hidrodestilação com aparato Clevenger. Posteriomente, foi determinado o sinergismo de OECT e OECP com oxacilina (OXA), ampicilina (AMP) e benzilpenicilina (BZP) contra Staphylococcus aureus ATCC 700698 e o isolado clínico 0A, caracterizados como MRSA. Para a cepa S. aureus ATCC 700698, o OECT combinado com OXA e BZP apresentou efeito aditivo. Contudo, o mesmo apresentou efeito sinérgico em combinação com a AMP. Já para a cepa 0A, o OECT apresentou efeito sinérgico em combinação com todos os antibióticos testados (OXA, AMP e BZP) . Já o OECP testado em combinação com os antibióticos OXA e AMP apresentou efeito sinérgico. Em combinação com BZP, OECP apresentou efeito aditivo. Para a cepa 0A, o OECP também apresentou efeito sinérgico com todos os antibióticos testados (OXA, AMP e BZP). Assim, os OEs de ambas as espécies testadas apresentaram efeito sinérgicos e aditivos com os antibióticos testados. Portanto, a utilização de OECT e OECP em combinação com antibióticos convencionais pode ser uma importante alternativa de baixo custo contra MRSA.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação – PRPPG