EFEITO DO BETA CARIOFILENO NA ATIVIDADE MOTORA DE CAMUNDONGOS SUBMETIDOS AO MODELO DE EPITEPTOGÊNESE INDUZIDA POR PILOCARPINA.

  • Lucas Diogo Rosa
  • Cleane Gomes Moreira, Lissiana Magna Vasconcelos Aguiar
  • Carla Thiciane Vasconcelos de Melo

Resumo

A epilepsia é uma desordem neurológica de ampla distribuição no mundo que afeta diversos grupos etários e prejudica a qualidade de vida dos indivíduos. O estudo avaliou o efeito do BCF na atividade motora de camundongos submetidos ao modelo de epileptogênese induzido por pilocarpina. Os animais (camundongos) Swiss machos,com peso (20-25g), foram divididos em dois grandes grupos, os epiléticos (GE) e não epiléticos (GNE). O GE foi submetido ao protocolo de indução da epileptogênese por pilocarpina.Os animais previamente tratados com metilescopolamina (1mg/kg, i.p)foram induzidos ao status epilepticus(SE) pela administração de pilocarpina em doses fracionadas de 100 mg/kg,i.p, até 400mg/kg, e após 120 minutos da última administração de pilocarpina o SE foi abortado pela administração de diazepam (10mg/kg, i.p). O GNE seguiu o mesmo protocolo, substituindo a pilocarpina por solução salina (NaCl 0,9%) configurando ausência do SE. Após 24 horas os animais foram tratados com BCF nas concentrações de (50 e 100 mg/kg) ou salina, v.o, durante 14 dias. No 14º dia de tratamento foi realizado o teste rotarod. Os resultados (média ± erro padrão) foram analisados por ANOVA, seguido por teste de Newman-Keuls (p<0,05).As concentrações BCF50 (114,3±18; p<0,01) e 100 (161,6±20,4; p<0,001)do GNE e 50(107,5±12,1; p<0,01) e 100 (101,8±21,6;p<0,01) do GE aumentaram a latência de queda comparado com os grupos salinas (GNE 32,7±7,1/GE 34,8±6,6)e reduziu o número de quedas nas concentrações 50(1,3±0,2) e 100 (1,4±0,3)comparado a salina no GE (p<0,001). Em relação ao tempo total de permanência os animais do GE tratados com BCF 50(210,6±4,5) e 100(208,4±7,2) apresentaram maior tempo na haste comparado com grupo salina (p<0,01). Desta forma, é possível observar que o BCF nas concentrações testadas melhora a condição motora dos animais que foram submetidos ao SE, reduzindo o número de quedas, aumentado à latência de queda e tempo de permanência no rotarod.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação – PRPPG