EFEITOS DO EUGENOL NA VIABILIDADE DE FOLÍCULOS SECUNDÁRIOS BOVINOS CULTIVADOS IN VITRO

  • Erlândia Márcia Vasconcelos
  • Francisco das Chagas Costa, Anderson Weiny Barbalho Silva, Ana Liza Paz Souza Batista
  • José Roberto Viana Silva

Resumo

Evidências apontam que os antioxidantes naturais exercem funções importantes na proteção dos tecidos contra os danos provocados pelos radicais livres. O eugenol, faz parte desses compostos fenólicos de ocorrência natural, sendo um fenol fenilpropanóide aromático presente em diversos grupos vegetais, incluindo cravo-da-índia (Syzygium aromaticum, Myrtaceae) e manjericão (Ocimum basilicum, Lamiaceae). Esse composto possui duplo efeito em condições de estresse oxidativo, podendo agir como antioxidante ou pró-oxidante. Além disso, outras propriedades, como sua ação anticancerígena, citotóxica e antitumoral já foram registradas, atraindo interesse para seu uso em pesquisas. Assim, diversos estudos foram capazes de determinar a ação antioxidante do Eugenol em diferentes tipos celulares. No entanto, não existem estudos que mostrem os efeitos da ação antioxidante do Eugenol na manutenção da viabilidade de folículos ovarinos pré-antrais bovinos cultivados in vitro. Com isso, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do Eugenol na viabilidade de folículos secundários bovinos isolados após 18 dias de cultivo de cultivo in vitro. Folículos secundários (~0,2mm) foram isolados do córtex ovariano e cultivados individualmente a 38,5 °C, em 5% de CO2 por 18 dias, somente em TCM-199 (controle cultivado), ou suplementados com 0,5 μM, 5 μM e 50 μM de Eugenol. No final do período de cultivo foi realizado a avaliação por microscopia de fluorescência utilizando calceína e etídio homodímero. Os resultados mostraram que todos os grupos avaliados foram corados expressivamente pela calceína (verde), e obtiveram menor expressão de etídio homodímero após 18 dias de cultivo, no entanto, a concentração de 50 μM do Eugenol apresentou maior expressão de calceína quando comparada ao demais grupos. Em conclusão, as concentrações de 0,5 μM, 5 μM e 50 μM de Eugenol auxiliam na manutenção da viabilidade de folículos secundários bovinos cultivados in vitro e 50 μM apresenta melhores resultados.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação – PRPPG