TECA: TECNOLOGIA EDUCACIONAL PARA CRIANÇAS AUTISTAS

  • Joaquim Euclides Barrozo Neto
  • NULL
  • Carlos Alexandre Rolim Fernandes

Resumo

Desde os primeiros estudos em 1943, muito se tem avançado na identificação e categorização das características e no desenvolvimento de metodologias de tratamento do Transtorno do Espectro Autista. Entretanto, ainda não foi possível identificar de forma precisa as causas que levam à manifestação dos sintomas que caracterizam o autismo, ou mesmo explicar o crescente número de crianças diagnosticadas com autismo em todo o mundo. Este fato tem aumentado as preocupações de pais, amigos e sociedade em geral sobre o que pode ser realizado para ajudar no desenvolvimento pessoal, social e profissional destas pessoas. Este projeto consiste no planejamento, desenvolvimento, aplicação e avaliação do jogo sério TECA, Tecnologia Educacional para Crianças Autistas, um jogo educacional para crianças autistas planejado a partir das pesquisas e observações das características, déficit, pontos fortes e tratamentos comuns a este público, bem como da análise da aplicação de sistemas computacionais voltados para educação e do estudo dos componentes de gamificação utilizados em jogos sérios. O jogo TECA foi utilizado e testado por um grupo de 10 crianças autistas, que recebem atendimento na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, APAE, da cidade de Sobral/CE. Durante o projeto, foram realizadas a avaliação do jogo a partir da percepção dos responsáveis e a avaliação do aprendizado da criança a partir do jogo, sendo esta última dividida em 4 etapas: 1) nivelamento tecnológico, 2) avaliação inicial, 3) etapa de estudos e 4) avaliação final. O jogo TECA demonstrou, a partir da comparação dos resultados das duas etapas de avaliação, um aumento significativo no percentual de acerto das crianças após o estudo como o jogo. Também foi observado um alto índice de aprovação dos responsáveis das crianças que participaram do projeto, quanto à metodologia, contribuições para desenvolvimento de habilidades cognitivas e sociais e elementos do jogo.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação – PRPPG