ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ SOBRE A MEDICINA BASEADA EM EVIDÊNCIAS E SUA IMPORTÂNCIA PARA A PRÁTICA CLÍNICA

  • Gustavo Pessoa Pinto
  • Antonio gabriel moura louzada
  • Roberta Cavalcante Muniz Lira

Resumo

Introdução: A Medicina Baseada em Evidências (MBE) é um sistema de análise crítica de informações com base em evidências que preconiza uma análise crítica de cada evidência científica. Objetivos: Realizar uma análise da percepção de acadêmicos de medicina sobre seus conhecimentos acerca da MBE e sua importância, tendo como objeto de estudo as turmas do 4° e 6° semestre do curso na Universidade Federal do Ceará – Campus Sobral. Metodologia: Trata-se de um estudo seccional realizado com o questionário de Acharya adaptado em turmas do 4° e 6°semestre do curso. O questionário de auto avaliação possui 6 afirmativas com respostas graduadas em notas de 1 a 5. Os resultados foram obtidos com base nas médias dessas notas em cada turma, que foram comparadas entre si. Foram coletadas informações de sexo e idade dos participantes, garantindo sigilo de suas identidades. Foram descartados questionários que não responderam dentro dos padrões das alternativas. Para nosso trabalho foram utilizadas as afirmativas “O quanto você consegue avaliar criticamente um ensaio clínico?” e “O quanto você utiliza o Pubmed de maneira efetiva?”. Resultados: Foram coletados um total de 29 questionários na turma do 4° semestre (S4) e 31 questionários na turma do 6° semestre (S6). A análise da primeira alternativa revela uma nota média de 3,65 no S4, e 2,74 no S6. Já a análise da segunda alternativa revela uma nota média de 3,75 no S4 e também 2,74 no S6. Conclusões: Notou-se uma tendência na diminuição da nota média da percepção crítica em pessoas do 6° semestre quando comparadas aos alunos do 4° semestre (que acabaram de ter contato com a MBE na grade curricular do 3° semestre). Isso revela uma preocupante realidade, uma vez que conceitos de análise crítica são essenciais prática clínica. Essa queda revela um distanciamento entre a maneira como os alunos do ciclo clínico compreendem esses conceitos e sua verdadeira função prática.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação à Docência – PROGRAD