ANÁLISE ESTATÍSTICA DE NOTAS TEÓRICAS E PRÁTICAS NA ANATOMIA: HÁ UMA CORRELAÇÃO SIGNIFICATIVA?

  • Joaquim Francisco Cavalcante Neto
  • Samuel Teixeira de Oliveira, Raimundo Nonato Lira Pompeu de Saboya, Carolina da Silva Carvalho, Daniel Hardy Melo
  • Eladio Pessoa de Andrade Filho

Resumo

Introdução: Na composição da nota da disciplina de Anatomia em Cursos de Medicina, é frequente a utilização de avaliações não apenas teóricas, mas também práticas. Entretanto, embora seja uma abordagem rotineira em faculdades, são poucos os estudos que avaliam a correlação do desempenho de acadêmicos nesses dois métodos de prova. Realizamos a comparação destas metodologias no Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará – Campus Sobral. Metodologia: Quarenta e cinco acadêmicos do Segundo Semestre (S2) foram inclusos retrospectivamente. Durante o ensino da disciplina de Anatomia, presente em cinco módulos, foram analisadas as notas teóricas e práticas, totalizando sete sessões de notas teóricas/práticas. Realizou-se posteriormente uma avaliação da correlação entre as notas práticas e teóricas através do cálculo de correlação. Resultados: Pôde-se observar correlações significativas, de caráter “alto” (0,5-1), em todos os módulos que possuem avaliações tanto teóricas quando práticas da disciplina de Anatomia. Os módulos de Sistema Locomotor e Digestório obtiveram as mais significativas correlações (0,825624 e 0,821561, respectivamente), enquanto os módulos de Sistema Nervoso e Cardiovascular obtiveram as menos significativas (0,636550 e 0,722410, respectivamente), embora altas. Conclusão: A realização de avaliações teóricas e práticas parece ser uma abordagem eficiente e condizente com o desempenho dos acadêmicos no ensino da disciplina de Anatomia no Curso de Medicina. Ressalta-se, porém, a necessidade de observação dos módulos que possuíram as menos significativas correlações, além de mais estudos sobre o tema.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação à Docência – PROGRAD