CONTRIBUIÇÃO DA MONITORIA DE MICROBIOLOGIA PARA O CONHECIMENTO DOS GRADUANDOS DE MEDICINA DO TERCEIRO SEMESTRE SOBRE INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

  • Manoel Vieira do Nascimento Junior
  • Amandha Alencar Maia Carneiro
  • Camila Gomes Virginio Coelho

Resumo

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) podem ser causadas por vírus, bactérias e outros microrganismos e estão entre os problemas de saúde pública mais comuns em todo o mundo. Segundo estimativas da OMS, mais de 1 milhão de pessoas adquirem uma IST diariamente. Dessa forma, é importante que os estudantes de medicina, desde cedo, saibam reconhecer essas infecções, bem como identificar suas principais características. Esse trabalho se propôs a analisar a contribuição da monitoria de microbiologia para o conhecimento dos graduandos de medicina do terceiro semestre acerca das ISTs. Para isso, foi adotada a metodologia pré e pós-teste, na qual foi aplicado um questionário composto de seis questões objetivas que abordavam as principais ISTs (sífilis, gonorreia, clamídia, AIDS, herpes genital e hepatite B) antes e depois de uma monitoria ministrada pelos monitores da disciplina de microbiologia. Participaram da pesquisa um total de 27 alunos. Observou-se um aumento do número de acertos em todas as questões, quando comparado o pré e pós-teste. Na primeira pergunta esse aumento foi de apenas 3%, na segunda houve um aumento de 11%, na terceira de 41%, na quarta de 7%, na quinta e sexta questões o aumento de acertos foi de 26%. Notou-se ainda que a maior dificuldade dos alunos foi reconhecer o tratamento da gonorreia e os marcadores sorológicos da hepatite B, ao passo em que o maior número de acertos no pós-teste se deu nessas duas questões. Apesar da maioria dos estudantes analisados já possuírem um bom conhecimento prévio acerca das ISTs, a atividade realizada pelos monitores mostrou-se satisfatória e eficaz para aperfeiçoar esse conhecimento e sanar as dúvidas que ainda existiam.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação à Docência – PROGRAD