UMA ANÁLISE DA MONITORIA DE FÍSICA GERAL I E II NO CAMPUS DE SOBRAL

  • Pedro Victor Martins Castro
  • Ruan Lopes Ripardo Evangelista
  • João Guilherme Nogueira Matias

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo discutir e apresentar os dados relacionados ao projeto de Melhoria Pedagógica da Unidade Curricular de Física Geral no Campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Sobral. Neste trabalho, será priorizado a interpretação dos dados obtidos no segundo semestre de 2019 relacionados a presença dos alunos nas monitorias de física geral I e II e, por fim, indicar um rumo para que a monitoria de física seja mais frequentada e popularizada pelos calouros e pelos veteranos. Primeiramente, foi percebido que algumas dificuldades na compreensão de física permeiam o início do semestre dos calouros e até de alguns veteranos, pois os conteúdos abordados exigem do aluno um conhecimento básico prévio. Nessa perspectiva, dificuldades básicas impedem o entendimento do conteúdo abordado nas salas de aula. Para reverter algumas dificuldades relacionadas à compreensão de física, entra a monitoria de física, em que esta busca auxiliar os alunos com a disciplina. A metodologia aplicada foi a de resolver exercícios em sala e, quando houvesse demanda ou pedidos por parte dos alunos, revisar o conteúdo. Destarte, a monitoria foi pensada para se adequar facilmente às dificuldades presentes dos alunos. Apesar disso, poucos alunos compareciam às monitorias durante o semestre, isso se atesta no fato de que durante os meses de agosto a outubro, a média de alunos de uma das turmas de Física I nas monitorias foi de aproximadamente 5 pessoas. Portanto, reconhece-se que a metodologia aplicada deve ser melhorada e a monitoria mais divulgada. Logo, uma das ideias fáceis de aumentar a quantidade de alunos nas monitorias é considerar a existência de uma determinada pontuação que possa ser adicionada a uma nota de participação do aluno na monitoria.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação à Docência – PROGRAD