USO DE INFORMAÇÕES CONTÁBEIS PELOS GESTORES DO RAMO DE HOTELARIA DA CIDADE DE SOBRAL-CEARÁ

  • Rafael Fernandes Aguiar
  • NULL
  • Maria Salvelina Marques Lourenço

Resumo

Resumo A contabilidade registra os fatos contábeis e transforma esses fatos em informações que, quando utilizadas pelos gestores, facilitam a tomada de decisão (IUDÍCIBUS et al, 2019). Estudos sobre o uso das informações contábeis nas micro e pequenas empresas (MPEs) indicam que essas organizações não utilizam o potencial da contabilidade como instrumento de gestão. Em regra, a contabilidade nas MPEs destina-se a atender às obrigações legais, especialmente as de natureza fiscal e trabalhista (BAVARESCO; GASPARETTO, 2009; FIEK; LOOSE,2017). A não utilização da contabilidade no processo decisório das MPEs é apontada como uma das causas da mortalidade precoce dessas organizações (SEBRAE, 2004). Dados do Sebrae (2013) indicam que somente 44% das MPEs chegam ao quinto ano de funcionamento. Considerando a importância das MPEs para a economia nacional, e tendo em vista a existência de poucos estudos sobre o uso da informação contábil pela MPEs do setor hoteleiro, este estudo teve o objetivo de identificar a utilidade da informação contábil para gestores do ramo hoteleiro da cidade de Sobral-Ceará. Para isso, foi realizada uma pesquisa exploratória, descritiva, qualitativa, classificada como estudo de casos múltiplos. Os dados primários foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, realizadas com os tomadores de decisão de sete empresas estudadas. Esses dados foram analisados conforme a técnica - análise de conteúdo. Os resultados indicam que, dos sete gestores entrevistados, três utilizam as informações contábeis na tomada de decisão, dois utilizam apenas no atendimento das obrigações fiscais, e dois não têm contabilidade, por não serem legalmente obrigados. Conclui-se, portanto, que a contabilidade ainda não é plenamente utilizada no processo decisório.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação à Docência – PROGRAD