A ARTICULAÇÃO ENTRE TEORIA, PRÁTICA E EXPERIÊNCIA ARTÍSTICA NA DISCIPLINA DE ESTÉTICA: UMA ANÁLISE A PARTIR DA PERCEPÇÃO DISCENTE.

  • Elias Sá de Lima
  • Alexandre Willians Nascimento, Yorrana Ferreira Tomaz de Lima, Denislene Maria Noronha Lopes
  • Rita Helena Sousa Ferreira Gomes

Resumo

O presente resumo se vincula à pesquisa "Criação e Colaboração Artística: Inovações Metodológicas na Disciplina de Estética" desenvolvida desde 2018 nas turmas da referida disciplina, obrigatória do curso de Licenciatura em Música da UFC – Sobral. Especificamente neste trabalho, iremos abordar dados relativos à percepção dos estudantes quanto à articulação entre teoria, prática e experiência artística, coletados ao longo do segundo semestre de 2019. De acordo com Paulo Freire (1997, p.18-19), "transformar a experiência em puro treinamento técnico é amesquinhar o que há de fundamentalmente humano no exercício educativo: o seu caráter formador". Soma-se a isso o que aponta Duarte Jr. (2004) acerca da experiência artística que se configura como um equilíbrio entre as faculdades emocionais e intelectuais, entre razão e emoção, sentimentos e imaginação, o que a diferencia da experiência cotidiana em que o intelecto orienta a percepção. Ao longo da pesquisa-intervenção aqui narrada, busca-se desenvolver estratégias que objetivam integrar de forma mais nítida os conteúdos próprios da estética e filosofia da arte com os anseios e conteúdos que permeiam a formação do professor de música. Nesse sentido, este trabalho apresentará os resultados preliminares da análise dos diários de campo dos pesquisadores e das respostas dos questionários preenchidos pelos alunos. A avaliação inicial dos dados coletados indica que a metodologia adotada no ano de 2019 na disciplina de Estética, de modo geral, propicia aos estudantes uma percepção positiva da articulação entre teoria, prática e experiência artística, fortalecendo os vínculos na interação transformadora entre estes elementos no decorrer da disciplina.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Acadêmica – PRAE