ABORDAGEM TERAPÊUTICA DE FRATURA RADICULAR HORIZONTAL EM DENTE VITAL DE PACIENTE ACOMETIDO POR TRAUMATISMO DENTOALVEOLAR: UM RELATO DE CASO.

  • Sabrina Gameleira da Costa
  • Camila Silva de Oliveira, Alice Azevedo de Albuquerque, Daniele Castro do Nascimento
  • Adriana Kelly de Sousa Santiago Barbosa

Resumo

Introdução: As fraturas radiculares, que envolvem dentina, cemento e polpa, são um tipo de trauma que pode comprometer o elemento dentário. O diagnóstico e tratamento desse tipo de trauma é complexo e embasado na mobilidade clínica do dente, na sensibilidade à palpação, no aspecto radiográfico e na condição pulpar do dente após o trauma. Objetivo: Discutir acerca do tratamento abordado em caso de traumatismo dentário com fratura radicular horizontal no terço médio de dente com vitalidade pulpar. Relato de caso: Paciente do sexo masculino, 20 anos, compareceu ao projeto de extensão NEPTRAUMA, após trauma por queda de bicicleta há 3 meses, queixando-se de mobilidade no dente. Ao exame clínico foi constatada leve mobilidade nos elementos dentários 11 e 12, ambos sem alteração na cor das coroas, apresentaram testes de percussão, palpação e sensibilidade pulpar dentro da normalidade, sem desvio oclusal e o paciente não relatou dor. No exame radiográfico foi observada uma linha radiolúcida horizontal em terço médio dos dentes 11 e 12, o que levou, portanto, ao diagnóstico de fratura radicular horizontal no terço médio. O tratamento proposto constituiu-se da instalação de contenção semirrígida com resina composta e fio ortodôntico aliado ao retorno periódico para acompanhar o reparo da fratura e reavaliar a condição pulpar. Discussão: Em casos de fratura radicular horizontal com vitalidade pulpar, a literatura preconiza o uso de contenção rígida por 90 dias seguido de acompanhamento clínico e radiográfico para avaliar a possível necessidade de tratamento endodôntico. Entretanto diante da demora para o início do tratamento, optou-se pelo uso da contenção semirrígida, obtendo melhora no reparo da fratura e mantendo a polpa vital até o dado momento. Considerações finais: A terapêutica desse tipo de fratura depende de muitas variáveis. É importante, pois, o conhecimento dos padrões de tratamento por cirurgiões-dentistas para a obtenção de um bom prognóstico nesses traumas.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Acadêmica – PRAE