DESENVOLVIMENTO DE JOGOS VOLTADOS PARA DENTÍSTICA E ESCULTURA COMO AUXILIAR NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

  • Bárbara Helen Lessa Rocha
  • Flaviana Francisca da Silva Bezerra
  • Celiane Mary Carneiro Tapety

Resumo

Introdução A prática de escultura dental permite aos alunos de Odontologia obter a experiência manual que necessitam para as futuras práticas de restaurações e próteses dentárias, utilizando-se de um amplo conhecimento da anatomia dental através da técnica de ceroplastia. Objetivo O objetivo do presente trabalho é relatar o passo-a-passo da realização de escultura em modelo de gesso, utilizando-se da técnica de enceramento progressivo para reproduzir as características anatômicas dos elementos dentários . Discussão Utilizando os materiais e instrumentais apropriados como: ceras odontológicas, gotejador número 1, espátula Lecron, espátula número 7, esculpidor discoide cleóide, esculpidor Hollemback 3S, lamparina à álcool e EPIs, iniciamos a escultura em um dente preparado em modelo de gesso, aquecendo o gotejador na lamparina, captando a cera e depositando-a progressivamente até que tenhamos o esboço da anatomia do dente, que será posteriormente detalhada com os esculpidores. Conclusão A prática de escultura dental permite que o estudante de odontologia tenha conhecimento acerca de como recuperar a forma, função, fisiologia mastigatória, harmonia e estética dos dentes ou parte das estruturas perdidas. Logo, a técnica de ceroplastia progressiva é de extrema importância para desenvolvimento de habilidades específicas para tratamentos restauradores em dentística e prótese.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Acadêmica – PRAE