DIFICULDADES ENFRENTADAS NA REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES EXTRACURRCULARES POR UM ESTUDANTE DE MEDICINA: RELATO DE EXPERIÊNCIA.

  • Afonso Elan Costa Silvino
  • NULL
  • José Juvenal Linhares

Resumo

O currículo acadêmico de um estudante de medicina tem carga horária bastante extenuante, ficando poucas horas para realização de atividades extracurriculares. O Desempenho na universidade requer grande dedicação, levando o estudante a desenvolver problemas na adaptação ao longo da graduação. Relatar as dificuldades para a realização de atividades extracurriculares por um estudante de medicina enquanto interno do curso de medicina da Universidade Federal do Ceará. Este trabalho foi realizado por meio da anotação das dificuldades observadas durante os meses de setembro e outubro, enquanto bolsista PBIA, cumprindo 12 horas semanais. As dificuldades enfrentadas na realização de atividades extracurriculares faz com que o choque de horários seja frequente. O horário do estudante de medicina é integral e muitas vezes flexível de acordo com o serviço. Ademais, a cada mês, durante o internato, ocorre a mudança de serviço em que o estudante precisa reorganizar seus horários levando o estudante a crises de adaptação. Isso para o estudante que realiza outras atividades toma proporções ainda maiores, pois os horários das atividades extracurriculares já estavam bem definidos. Dessa forma, é necessária uma nova programação com horários que sejam compatíveis com o serviço atual do estudante e horários que sejam propícios às participantes. Portanto, a realização de atividades por um estudante de medicina enquanto interno desenvolveu durante minha experiência crises de readaptação o dispêndio de muitas horas para programação de uma nova escala de horários, podendo levar a desistência das atividades. Além disso, a qualidade de vida se torna bastante ruim para manter uma saúde mental adequada.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Acadêmica – PRAE