EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NO NORDESTE

  • Jefferson Lucas Menezes Alves
  • NULL
  • Celina Santos de Oliveira

Resumo

Este trabalho tem o intento de traçar o perfil dos ingressantes do Ensino Superior no Nordeste, por cor, sexo, idade, se residentes na cidade da IES, por vagas reservadas, modalidade de ingresso, número de vagas, e desta forma identificar quem se beneficiou com a expansão. Foi utilizada a base de dados do Inep referente ao Censo da Educação Superior, que reúne informações sobre as instituições de ensino superior, seus cursos de graduação presencial ou a distância, vagas oferecidas, matrículas, ingressantes, dos anos 2010 e 2018. Destaca-se a ampliação das vagas em IES de 148%, resultante do crescimento de 7,7% nas vagas de IES públicas, e 44% de privadas, em paralelo com um aumento de ingressantes via Enem de 188,8%, enquanto as demais formas de ingresso sofreram variação percentual negativa de 2,3. Ainda se observa que o curso com maior número de vagas em 2010, Direito, obteve um aumento de 27,1% na sua oferta, permanecendo com o maior número de vagas em 2018. Por vagas reservadas, observou-se aumento de 257,4%, e também no número de ingressantes Indígenas em 283,3%, e de autodeclarados Pardos e Pretos em 226 e 139%, respectivamente, no período. A média de idade dos ingressantes das IES do nordeste diminuiu de 24,1 para 23,6 anos, e ingressos do sexo feminino aumentaram 29,8%, e do sexo masculino 33,5%. Houve a variação do número de não residentes na cidade da IES em 51,8%, e de residentes 30,5%.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Acadêmica – PRAE