MONITORIA E METODOLOGIAS ATIVAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Emanuella Brito Ramos
  • Haline maria parente rodrigues
  • Maria Suely Alves Costa

Resumo

A prática de monitoria tem como uma de suas atribuições a participação em atividades docentes bem como facilitação no processo de aprendizagem dos alunos. Nesse sentido Paulo Freire propôs a educação para a consciência em que o sujeito compreenda o conteúdo e além disso, desenvolva senso crítico sobre ele. Para que isso ocorra é proposto um novo olhar sobre o aprender ao qual no repasse de conteúdos é considerado o contexto e busca-se associar aspectos teóricos a vivências dos discentes onde o estudante consegue perceber o conteúdo aplicado a realidade. Esse modo de ensino é nomeado de metodologia ativa a qual são utilizadas ferramentas alternativas para que o estudante se implique no processo. Entende-se que na aplicação prática de metodologias ativas o sujeito exerce papel fundamental no processo de conhecimento. Nele, a aprendizagem se dá de forma autônoma e participativa ao qual são utilizados recursos do cotidiano do sujeito como viabilizadores da aprendizagem para além do conteúdo teórico, para aplicação prática. As atividades de monitoria tiveram como objetivo utilizar ferramentas práticas aplicados ao contexto da disciplina em questão como mediadoras e promotoras do processo de aprendizagem. A metodologia utilizada nas atividades de monitoria se deu por via de estudos de caso, role playing, confecção de materiais didáticos bem como aplicação prática. É possível apontar como resultados a implicação dos alunos que se mostraram mais participativos bem como expressaram com mais facilidade questões referentes ao conteúdo na aplicação de tais atividades. Além disso, a implicação dos discentes com perguntas, debates sobre determinados temas bem como construção de percepção crítica sobre problemas referentes ao conteúdo e a utilização de recursos práticos e que requisitaram.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Iniciação Acadêmica – PRAE