ANÁLISE DOS CASOS DE TRAUMA DE MÃO ATENDIDOS EM UM HOSPITAL TERCIÁRIO

  • Joannah Hübner
  • Luis Eduardo Oliveira Matos, Felipe Salim Habib Buhamara Alves Nasser Gurjão, Yan Nascimento da Silva, Kaio Júlio César de Sousa Nogueira
  • Júlio César Chagas e Cavalcante

Resumo

INTRODUÇÃO: As mãos são fundamentais ao indivíduo como meio para realização de suas atividades motoras cotidianas. O trauma de mão é uma condição clínica em que existe comprometimento de tendões, músculos, ossos e nervos, impossibilitando, assim, seu correto funcionamento. OBJETIVOS: Conhecer o perfil e o tipo de lesão dos pacientes atendidos pelo setor de cirurgia plástica da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. METODOLOGIA: estudo transversal, quantitativo, realizado por meio de questionário aplicado entre setembro de 2018 e fevereiro de 2019. O estudo obteve aprovação do Comitê de Ética.Os dados foram obtidos pelos membros da Liga de Cirurgia Plástica de Sobral através de um questionário online na plataforma Google validado que foi aplicado na sala de cirurgia após os procedimentos cirúrgicos realizados pela equipe de cirurgia plástica da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. RESULTADOS: Foram entrevistados 37 indivíduos. Quanto à causa do trauma, 48,6% decorreu-se de acidente de trabalho, seguido por acidente de trânsito (18,9%), causas variadas (10,8%), arma de fogo (10,8%), arma branca (8,1%) e agressão física (2,7%). A faixa de idade mais acometida foi de 25 à 34 anos (29,7%), seguido de 35 a 44 anos (24,3%), 17 a 24 anos (16,2%), 0 a 16 anos (10,8%), 45 a 49 anos (8,1%) e 60 anos ou mais (8,1%). Sobre o sexo, 31 eram do sexo masculino (83,8%) e 6 do sexo feminino (16,2%). Ainda desse montante, a maioria (35,1%) tinha ensino fundamental incompleto. 51,4% da área rural. A profissão mais vista no questionário foi a de agricultor (10,8%). Um total de 81,3% dos atendidos não tinham carteira assinada e a maioria (81,1%) ganhava até 2 salários mínimos. Em 32,43% dos casos a mão acometida era a mão dominante. CONCLUSÃO: a maioria dos acometidos por traumas de mão são homens de 25 a 34 anos, em idade economicamente ativa, sem vínculo empregatício, com baixa renda salarial, proveniência rural e escolaridade baixa.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Extensão – PREX