CONHECIMENTO ACERCA DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA EM DISCENTES DE UMA INSTITUIÇÃO FEDERAL

  • Aliã Siqueira Vieira
  • Yvens Correia Estevão Figueredo, Brenda Meneses Santos, Hiag Calixto Leal, Enio Renan Martins Rocha
  • José Mauro Rios Neto

Resumo

A importância dos primeiros-socorros está na assistência rápida e qualificada à vítimas que precisam de cuidados imediatos. É sabido que as ações executadas no local da ocorrência contribuem para a sobrevida. No que compete ao cidadão leigo, o Suporte Básico de Vida (SBV) instaura padrões com os objetivos de: reconhecer situações que há risco iminente de vida; quando e como pedir ajuda; iniciar manobras que contribuam para preservar a oxigenação e circulação até a chegada da equipe de socorro. Dentre os tais, o acionamento do serviço de urgência é o primeiro passo da cadeia de sobrevivência em casos que vítima esteja desacordada. A falta do conhecimento pode acarretar estado de pânico ao ver o acidentado, manipulação incorreta da vítima e solicitação excessiva e/ou desnecessária do serviço. Estudo observacional, com 20 alunos do ensino superior de uma instituição federal em Sobral. Questionário com questões de múltipla escolha acerca de primeiros socorros para leigos. O discente não poderia ser da área da saúde. Em relação à pergunta “QUAL A PRIMEIRA CONDUTA A SER TOMADA EM SITUAÇÃO DE VÍTIMA DESACORDADA?” 75% escolheram verificar os sinais vitais antes de acionar o socorro. Em relação a chamada do serviço, 55% erraram o número de telefone do atendimento emergencial.No quesito “NA PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA NO ADULTO, A RELAÇÃO VENTILAÇÃOxCOMPRESSÃO É, RESPECTIVAMENTE:”, 60% assinalaram alternativas não correspondentes a 2:30. A exemplo de países que tal demanda do treinamento em SBV é suprida no ensino básico, aqui, mesmo no ensino superior os participantes em maioria mostraram não compreender a sequencia básica e a base técnica para tal. Quanto ao básico, chamar o socorro, mesmo com a instituição de ensino localizada no mesmo logradouro e a 100m das instalações do SAMU, mais da metade ligariam para outros números retardando o suporte. Diante disso é necessário o treinamento e difusão dos conhecimentos acerca do SBV, no mínimo, no perfil estudado.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Extensão – PREX