INTERLOCUÇÕES ENTRE APRENDIZAGEM COOPERATIVA E HABILIDADES SOCIAIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA EM UMA ESCOLA PÚBLICA DA CIDADE DE SOBRAL

  • Hélyda Moura Borges
  • Matheus Rodrigues da Silva, Luana Paiva da Silva, Francisco José Elder Furtado Marques, Jamile Maria Sampaio Tabosa
  • Natália Santos Marques

Resumo

A aprendizagem cooperativa, em uma perspectiva comportamental, pode ser definida como uma forma de contingências grupais que envolvem: reforçamento contingente ao desempenho grupal; interdependência positiva; e responsabilidade individual. Esse trabalho consiste no relato de uma atividade de extensão que teve como objetivo promover a aprendizagem de habilidades sociais através do procedimento de aprendizagem cooperativa com adolescentes da rede educacional pública de Sobral – CE. A atividade foi realizada na Escola de Ensino Fundamental Osmar de Sá Ponte, por meio de encontros semanais com grupos de 6-8 estudantes de 7ª série. Durante os encontros, foram realizadas atividades cooperativas e de cunho recreativo com o foco da discussão e ensino de habilidades sociais. A extensão se deu em 4 fases: verificação da linha de base; discussão sobre direitos humanos e levantamento de demandas; atividades com consequências programadas; repetição da linha de base. Durante as atividades com consequências programadas, foram reforçadas ocorrências de comportamentos socialmente habilidosos e postos em extinção os inabilidosos. As habilidades sociais foram reforçadas e registradas com base nas seguintes categorias: comunicação, civilidade, habilidades assertivas, habilidades de trabalho e empáticas. Concluiu-se que a utilização do método de aprendizagem cooperativa consiste em uma ferramenta útil ao ensino de habilidades sociais no âmbito escolar, visto que foi observado melhor desempenho social entre os estudantes envolvidos na extensão.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Extensão – PREX