MIXOMA ODONTOGÊNICO EM PACIENTE DE IDADE AVANÇADA: RELATO DE CASO CLÍNICO E REVISÃO DE LITERATURA

  • João Victor Morais de Lima
  • Carlos Eduardo Nogueira Nunes, Filipe Nobre Chaves, Marcelo Bonifácio da Silva Sampieri
  • Denise Hélen Imaculada Pereira de Oliveira

Resumo

O MIXOMA ODONTOGÊNICO (MO) É UM TUMOR ODONTOGÊNICO BENIGNO RELATIVAMENTE RARO QUE APRESENTA COMPORTAMENTO LOCALMENTE AGRESSIVO. GERALMENTE ACOMETE ADULTOS JOVENS COM IDADE MÉDIA DE 30 ANOS, SEM PREDILEÇÃO POR SEXO E, COM PRINCIPAL SÍTIO DE ACOMETIMENTO A MANDÍBULA. RADIOGRAFICAMENTE, A LESÃO É SEMPRE RADIOLÚCIDA, PODENDO SER UNI OU MULTILOCULAR. O TRATAMENTO DE ESCOLHA É RADICAL, JÁ QUE A CURETAGEM PODE RESULTAR EM REMOÇÃO INCOMPLETA. O PRESENTE TRABALHO RELATA O CASO DE UM PACIENTE DO SEXO MASCULINO, 75 ANOS, QUE PROCUROU O SERVIÇO DE ESTOMATOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ-CAMPUS SOBRAL QUEIXANDO-SE DE INCHAÇO INDOLOR NA MAXILA. CLINICAMENTE, A LESÃO APRESENTAVA-SE COMO UM NÓDULO NO REBORDO ALVEOLAR SUPERIOR DIREITO, COM TEMPO DE EVOLUÇÃO INDETERMINADO, ENVOLVENDO OS DENTES 14 E 15. RADIOGRAFICAMENTE, APRESENTAVA ÁREA RADIOLÚCIDA UNILOCULAR, BEM DELIMITADA E ASSOCIADA AOS DENTES MENCIONADOS. FOI REALIZADA UMA BIÓPSIA EXCISIONAL JUNTAMENTE COM EXTRAÇÃO DOS DENTES ENVOLVIDOS. O EXAME HISTOPATOLÓGICO REVELOU CÉLULAS VOLUMOSAS DE ASPECTO MESENQUIMAL, NÚCLEOS FUSIFORMES E OVOIDES COM PROJEÇÕES CITOPLASMÁTICAS BASOFÍLICAS EM MEIO A MATRIZ MIXOIDE PERMEADA POR ÁREAS FIBROSAS. A REAÇÃO HISTOQUÍMICA DE ALCIAN BLUE MOSTROU-SE POSITIVA PARA O MATERIAL MIXOIDE, INDICANDO A PRESENÇA DE GLICOSAMINOGLICANAS ÁCIDAS NO ESTROMA MIXOIDE, CONFIRMANDO O DIAGNÓSTICO DE MO. A ANÁLISE IMUNOHISTOQUÍMICA ADICIONAL REVELOU IMUNOPOSITIVIDADE PARA VIMENTINA, CONCORDANDO COM A PROVÁVEL ORIGEM MESENQUIMAL DO MO. A REVISÃO DE LITERATURA FOI REALIZADA NOS BANCOS DE DADOS PUBMED/MEDLINE E SCIELO, SELECIONANDO ARTIGOS PUBLICADOS NOS ÚLTIMOS 10 ANOS. A REVISÃO RESULTOU EM UM TOTAL DE 55 ARTIGOS INICIAIS E 8 OBEDECERAM AOS CRITÉRIOS DE INCLUSÃO ATUALMENTE, O PACIENTE SE ENCONTRA SEM SINAIS DE RECIDIVA E, EMBORA A ENUCLEAÇÃO E A CURETAGEM TENHAM SE MOSTRADO EFICAZES, O RISCO DE RECORRÊNCIA PERMANECE CONSIDERÁVEL E O ACOMPANHAMENTO A LONGO PRAZO É INDISPENSÁVEL
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Extensão – PREX