QUESTIONÁRIOS PRÉ E PÓS-GRUPOS DE DISCUSSÃO COMO MODELO DE ENSINO DE NEUROANATOMIA: ANÁLISE ESTATÍSTICA

  • Joaquim Francisco Cavalcante Neto
  • Gabriel de Lucas Peres, Gabriel Costa dos Reis, Mateus Aragão Esmeraldo, Antonio gabriel moura louzada
  • Paulo Roberto Lacerda Leal

Resumo

Introdução: Questionários antes e após determinada aula têm sido amplamente utilizados como método de aprimoramento no ensino de muitos conteúdos. Entretanto, são poucos os estudos que avaliam a eficácia deste método. Analisamos a eficiência desta metodologia no ensino de Neuroanatomia no Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará – Campus Sobral. Metodologia: Quarenta e três acadêmicos do Segundo Semestre (S2) foram inclusos retrospectivamente. Durante o módulo de Sistema Nervoso, na disciplina de Anatomia, foram aplicados questionários antes e após Grupos de Discussão (GDs) ministrados por membros da Sociedade Científica de Neurociência de Sobral (SCNS), totalizando 4 sessões de GDs e, portanto, 4 questionários. Realizou-se posteriormente uma avaliação da progressão das notas obtidas, utilizando-se as médias de cada questionário. Resultados: Após cálculos de médias dos questionários pré e pós-Grupos de Discussão, pôde-se concluir que a média dos questionários pré e pós-GDs foram, respectivamente, 5,308985 e 8.706635. Dessa forma, os questionários pós-GDs apresentaram um crescimento de 63,9981% quando comparados aos pré-GDs. Ademais, foi possível observar que a progressão foi menor no segundo questionário, porém em razão de a média dos questionários pré-GDs ter sido maior que as apresentadas nos outros três questionários. Conclusão: A realização de questionários antes e após Grupos de Discussão parece ser um método eficiente e prático de ensino, podendo ser útil quando aplicada a outras metodologias de docência. É importante, entretanto, mais estudos sobre o tema com maiores amostras.
Publicado
2019-01-01
Seção
Encontro de Extensão – PREX